Depois de quase 5 meses, a histórica viagem de trem que liga Curitiba à Morretes, no litoral do Paraná, voltou a operar neste sábado (08), atendendo aos protocolos de segurança, higienização e com apenas 50% da capacidade máxima. Nesta manhã, o movimento foi tranquilo na estação de embarque da Rodoferroviária, diferente dos tempos pré-pandemia que chegava a ter mais de mil passageiros em um sábado ensolarado. Segundo a assessoria de imprensa, 100 pessoas embarcaram no trem.

+Leia mais! Vai visitar seu pai neste domingo? Então proteja-se, recomenda Márcia Huçulak

A operação voltou a ocorrer e com novos procedimentos para o embarque. A última viagem do trem foi no dia 20 de março e desde então, a viagem estava proibida. Agora, para garantir a segurança de todos, a capacidade de público não pode ultrapassar 50%, além da obrigatoriedade no uso de máscara. Para realizar a desinfecção de toda a frota de vagões, foi utilizado uma tecnologia de limpeza que cobre todas as superfícies e garante proteção por até três dias. Ainda seguindo os novos protocolos, a Serra Verde Express está colocando em circulação apenas os vagões cujas janelas apresentam a funcionalidade de abertura para garantir ampla circulação de ar e, internamente, os passageiros serão acomodados de forma a respeitar amplo espaçamento entre as poltronas.

+Viu essa? Soldados do Exército vão higienizar ônibus de Curitiba contra covid-19 a partir de segunda

Outra novidade é a utilização do Safe Check-in, totem de autoatendimento com leitor de temperatura, verificação do uso de máscara, dispensador de álcool gel e validador de ticket via QR Code. O equipamento é totalmente automatizado, sem necessidade de um operador. A Serra Verde Express recomenda que os passageiros levem de duas a três máscaras extras para fazerem a substituição a cada três horas. 

Exigências ao passageiro

Para o retorno da operação, foi preciso o Ministério Público e a prefeitura de Morretes autorizar o turismo na cidade. Para visitar a cidade, os passageiros deverão fazer um cadastro no site www.morretesdestinocerto.com.br . A ideia é controlar o fluxo na cidade e fazer rastreamento de contatos, caso necessário. Cerca de 3.770 pessoas poderão visitar a cidade, com acesso restrito a sextas, sábados e domingos, desde que com destino certo e cronograma de visitação definidos.