O jornalista e vereador Cristiano Santos (PV) segue internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital Vita, no Bairro Alto, em Curitiba. Cristiano foi infectado pelo novo coronavírus e causou preocupação aos familiares, amigos e admiradores com a gravidade da doença. Apesar de estar na UTI, o paciente respira sem a ajuda de aparelhos e está apresentando evolução. Curitiba registrou 11.232 casos ativos de covid-19 na cidade, de acordo com boletim desta segunda-feira.

+Leia mais! “Quantas pessoas esse jovem pode estar matando?”, desabafa secretária sobre aglomerações

O apresentador do Bora Paraná da TV Bandeirantes teve a confirmação da covid-19 na segunda semana do mês de novembro ao apresentar sintomas como a perda de paladar e dores de cabeça. Ao saber que estava infectado, se afastou das funções na Câmara Municipal de Curitiba (CMC) e da apresentação do programa que é exibido ao vivo pela manhã. Ficou isolado em casa conforme orientação das autoridades sanitárias, mas apresentou uma piora no quadro respiratório. Os médicos decidiram pela internação na sexta-feira (20) até por uma medida preventiva e mais eficaz no tratamento.

+Viu essa? Mais um hospital particular deixa de receber pacientes com covid-19. Já são três em Curitiba

Com o atendimento, Cristiano Santos já está apresentando uma melhora diária na respiração sem a necessidade do uso de aparelhos. Está consciente e tem conversado com familiares demonstrando confiança que logo vai estar de retorno ao trabalho.

O vereador não concorreu à reeleição do último dia 15 de novembro, pois deseja focar aos estudos e a prática do jornalismo. Além disto, em várias oportunidades, chegou a dizer recentemente que é favorável a renovação nos cargos públicos. “Acredito em renovação e por acreditar na necessidade que tenho de ver os problemas novamente como curitibano sem posição política”, afirmou o apresentador no final de setembro. Sou jornalista e não me considero um político, mas “estar” político. Seu pai, o ex-vereador e ex-deputado estadual Roberto Aciolli (PV), tentou retornar a CMC, mas não foi eleito.