enkontra.com
Fechar busca

Curitiba e Região

Mobilização

Novo protesto contra corte de verba das universidades federais acontece nesta quarta

  • Por Gazeta Do Povo
Foto: Marcelo Andrade/Arquivo/Gazeta do Povo
Foto: Marcelo Andrade/Arquivo/Gazeta do Povo

Protestos contra o bloqueio de 30% das verbas das universidades públicas, anunciado pelo Ministério da Educação, continuam em Curitiba ao longo desta semana. Os atos devem atingir o ápice na quarta-feira (15), com uma mobilização convocada pela União Nacional dos Estudantes (UNE), que deve se espalhar por várias cidades do país.

Na capital paranaense, a quarta-feira terá atos concentrados em frente o Prédio Histórico da Universidade Federal do Paraná (UFPR), na Praça Santos Andrade. A partir das 8h30, entidades e movimentos sociais e da comunidade acadêmica já estarão reunidos no local. Não há previsão de passeatas neste período.

Já à noite, a partir das 18h, haverá um protesto unificado com a UTFPR também na praça – mesmo local onde centenas se reuniram na semana passado para protestar contra os R$48 milhões retirados do caixa da UFPR e outros 43,8 milhões da UTFPR.

Conforme a administração da UFPR, a suspensão de 30% da verba destinada ao custeio da instituição pode afetar drasticamente os serviços e as atividades já a partir do segundo semestre deste ano.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Outros atos

Depois do protesto solidário com uma campanha de doação de sangue iniciada nesta segunda (13), a alunos da UFPR, a maior universidade pública do estado, estarão espalhados por pontos estratégicos da capital para um ato de repúdio contra os cortes nesta terça (14).

Organizado pelo Diretório Acadêmicos dos Estudantes (DCE), Programa de Educação Tutorial (PET) e Programas de Pós-Graduação, o movimento “Universidade na rua: Conhecimento contra os cortes na educação” pretende ir para as ruas esclarecer a importância da ciência feita dentro das universidades, a fim de sensibilizar a população em relação aos cortes impostos e de que forma eles vão impactar o dia a dia da universidade. Durante o dia, haverá conversas e entregas de panfleto nas praças Rui Barbosa e Santos Andrade, na Rua XV de Novembro, no Terminal Guadalupe e também no interior das linhas Santa Cândida-Capão Raso, uma das mais importantes da cidade.

Na sexta-feira (17), a universidade prevê ainda a realização de um “grande ato pela educação” na escadaria do Prédio Histórico da UFPR, entre 11 e 13 horas.

+Leia também: Adolescente explode bomba caseira em escola do interior do Paraná

Outras categorias

Aproveitando a mobilização de estudantes e professores das universidades federais, outras categorias também estão planejando manifestações e paralisações para esta quarta-feira, data que está sendo anunciada como dia de Greve Geral em todo o país. Uma das entidades que está programando ações para esse dia é o Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba (SMC), que vai liderar assembleias em diversas empresas da categoria em Curitiba e Região Metropolitana em apoio a Educação Pública e contra a atual proposta de Reforma da Previdência que acaba com a Aposentadoria.

De acordo com o sindicato, cerca de 20 mil metalúrgicos da Renault, Volkswagen, CNH, Bosch, Volvo, Brafer, Pic da Audi e de outras grandes empresas devem participar da mobilização. “A educação pública é a base de tudo no Brasil e não podemos abrir mão dela! Hoje é ela quem atende mais de 90% de toda a população de todas as faixas de idade no país e cortar estas verbas significaria além de um retrocesso muito grande, também um prejuízo enorme para o nosso futuro”, destacou Sérgio Butka, presidente do SMC. Os metalúrgicos também vão participar da mobilização na Praça Santos Andrade, junto com professores, estudantes e demais categorias de trabalhadores.

Patinetes: opção ágil e divertida pra se locomover pelas ruas da cidade

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

17 Comentários em "Novo protesto contra corte de verba das universidades federais acontece nesta quarta"


Marcelo  De Souza
Marcelo De Souza
2 meses 7 dias atrás

Bolsonaro eis sua frase ” Não rouba ,porém não faz nada ” ou seja …só está afundando ainda mais a classe pobre …parabéns mito você e o cara dos bolsominions mesmo

alvaro santos
alvaro santos
2 meses 7 dias atrás

Está lendo o que mesmo??? Pha,tijolaco, Kenedy alencar e outros desinformantes….. Bolsonaro na esquerdalha podre, atrasada e fétida

MAIOR DO ESTADO
MAIOR DO ESTADO
2 meses 7 dias atrás

quer dizer que se ”rouba mas faz” então ta tudo bem?? ou melhor, ”rouba e faz de conta que faz”…

é o típico caráter de petista

Olímpio Da Conceição Filho
Olímpio Da Conceição Filho
2 meses 7 dias atrás

Os sindicatos vão aproveitar qualquer motivo agora para fazer pressão no governo porque eles querem o imposto sindical de volta. As universidades tem que primeiro abrir a ‘caixa preta’ das finanças antes de cobrar qualquer coisa. Tem que explicar onde eles colocam tanto dinheiro.

MAIOR DO ESTADO
MAIOR DO ESTADO
2 meses 7 dias atrás

Protesto da UNE??? Kkkkkkkkkkkk

Isso lembra o lindemberg farinhas com a cara pintada no fora collor

Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Paulo souza
Paulo souza
2 meses 7 dias atrás

Acreditar no governo do Coiso, KKKKKKKKK. Tem trouxa para tudo mesmo

MAIOR DO ESTADO
MAIOR DO ESTADO
2 meses 7 dias atrás

Esse só está começando.. pior é quem ainda acredita nos 16 anos que passaram e deram errado

Mirtão Lopes
Mirtão Lopes
2 meses 7 dias atrás

Não é corte, simplesmente é o não repasse da porcentagem que os digníssimos reitores não conseguiram justificar com os gastos e que, na verdade foram usados em mordomias e outras cossitas mas.

Carlos Muniz
Carlos Muniz
2 meses 7 dias atrás

O correto seria destituir o Reitor e toda Diretoria, nomear Militares em todas as Universidades Federais, e descer o cassete nesses “estudantes” baderneiros, drogados.

Mário
Mário
2 meses 7 dias atrás

São loucos por uma farra. Apenas a sua intuições militar de ensino superior e privadas é que se salvam nos diaaa de hj

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas