Com inauguração prevista para maio deste ano, a nova loja do Outback em Curitiba abriu processo seletivo para a contratação de 100 pessoas. A nova unidade será no Shopping Müller, no bairro Centro Cívico, e os interessados precisam acessar o site da empresa para efetuar o cadastro. Serão contratados profissionais de vários níveis de escolaridade, para trabalho nas equipes do salão e da cozinha.

Entre os requisitos para contração, os candidatos precisam ter mais de 18 anos, serem estudantes universitários ou com ensino médio/técnico completo, e que tenham disponibilidade de horário, inclusive para finais de semana e feriados. Não é necessário ter experiência anterior. A rede procura pessoas dedicadas e com perfil dinâmico e vai oferecer treinamento para os profissionais.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

A empresa oferece também vários benefícios, o que promete atrair os interessados. “Vários fatores, dentre eles o plano de carreira, podem motivar uma pessoa a se tornar um outbacker. Cerca de 80% dos atuais sócios-proprietários da marca vieram da operação, como a cozinha e o salão, e cresceram profissionalmente na rede”, comenta a sócia regional, Márcia Piellusch.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Os cargos disponíveis são de recepcionistas, atendentes de salão, atendentes de bar, auxiliares de limpeza e auxiliares de cozinha. A remuneração não foi divulgada, mas varia de acordo com o cargo escolhido, complexidade das funções e horas trabalhadas. Além dos vencimentos serão oferecidos aos contratados vale-transporte, refeição no local, assistência médica e odontológica (os dois últimos após o período de experiência).

Os candidatos vão passar por testes específicos, dinâmica em grupo e entrevistas.

Assista: Renato Follador tira dúvidas dos leitores sobre a nova previdência brasileira