Pelo menos até o sábado (11) o mar deve seguir agitado no Litoral do Paraná, que apresenta uma forte ressaca na praia de Matinhos desde a tarde de quarta-feira (8). O risco de ressaca mais forte ainda deve durar até as 21h desta quinta-feira (9).

Veja o vídeo da ressaca no final do texto!

Por dois dias, as ondas atingiram comércios e residências e parte do calçadão à beira-mar que fica entre dois balneários. De acordo com o Instituto Simepar, a ressaca foi causada pela combinação da Super Lua com as ações meteorológicas de um ciclone extratropical em alto mar, que atua na altura do Rio Grande do Sul. O efeito é chamado de maré de sizígia. Apesar da invasão de áreas construídas, a prefeitura de Matinhos informou que não registrou prejuízos e nem pessoas feridas.

Segundo o Simepar, esse tipo de maré ocorre toda vez que a lua se encontra alinhada com o sol, período em que ocorre a combinação de força gravitacional desses dois astros, a máxima atração gravitacional sobre as águas do mar e a geração dessas marés com elevadas amplitudes.

Mesmo com o fim da possibilidade de nova ressaca a partir da metade da noite desta quinta-feira, o mar ainda deve ficar agitado no litoral, só melhorando no Domingo de Páscoa (12), quando a previsão é de um mar mais tranquilo. “As embarcações que costumam navegar na região devem ter cuidado. O mar não deve estar muito legal naquela área”, alerta o meteorologista Reinaldo Kneib, do Simepar.

Imagens feitas por drone e publicadas na página do Matinhos Agora, no Facebook, mostram o agito do mar entre os balneários. Nos comentários, as pessoas informam que a ressaca na região é comum. Veja as imagens!

Mar em fúria

Se ontem o mar estava nervoso…Hoje ele estava em fúria!! Que tenso…😮 🌊🌊🌊🌊🙇‍♂️🙌🙏🙌🙇‍♂️🌊🌊🌊🌊

Posted by Matinhos agora. on Thursday, April 9, 2020

Segundo a prefeitura de Matinhos, a forte ressaca teve ondas altas e mar bravo por dois dias seguidos. O trecho da orla marítima que mais foi afetado e onde o mar proporcionou imagens impressionantes foi entre os balneários Flamingo e Rivieira. Ainda de acordo com a prefeitura, essa é uma área que sempre sofre esse tipo de evento. “A água bateu nos muros dos comércios e residências, mas não houve prejuízos e ninguém se feriu”, informou a prefeitura, por meio de sua assessoria.

No balneário e Praia Grande, o mar chegou a invadir a avenida Beira-Mar. Calçadas e escadarias foram destruídas pela força das ondas, conforme imagem abaixo, enviada por um colaborador.

Vale destacar que Matinhos publicou decreto que proíbe a presença de público nas praias, por causa da recomendação do isolamento social do coronavírus (Covid-19). O decreto prevê multas de até R$ 2 mil para quem descumprir a determinação.