enkontra.com
Fechar busca

Curitiba e Região

Droga no recheio

Linguiça e carne recheadas com maconha na delegacia

Dupla tentou passar a droga para dois presos na Delegacia de Pinhais

  • Por Marcelo Vellinho, Aprova Concursos

Dois jovens resolveram dividir um churrasco com amigos, presos na carceragem da delegacia de Pinhais, mas se deram mal. Eles rechearam a carne com maconha e foram flagrados na revista. Bruno da Silva dos Santos, 22 anos, e André Luiz Lopes Burbela, 20, deixaram de saborear a comida e ainda ficaram presos por tráfico de drogas.

A maconha estava no meio de pedaços de linguiça calabresa e no recheio de carne de lagarto. De acordo com a polícia, a carne “batizada” seria entregue aos presos Florêncio Vosnei Júnior, que está preso por roubo desde o começo do mês, e Tiago Aparecido Klein, detido por furto no mês passado. Bruno e André se juntaram aos amigos na cadeia e, se condenados, poderão pegar pena de 5 a 15 anos de reclusão.

“Mercado”

O delegado Fabio Amaro lembrou que esta não foi a primeira vez que amigos de presos “confundem” a delegacia com mercado. Desde o início do ano, oito pessoas foram detidas tentando passar droga para a carceragem. “A criatividade deles é impressionante, já apreendemos cocaína em saco de açúcar e maconha no pó de café, em sacos de chá, em pacotes de macarrão e dentro de salgadinhos de milho”, declarou. “Quando não é na comida, a droga chega escondida em tubos de desodorante ou em cigarros de tabaco”, acrescentou.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Últimas Notícias

Mais comentadas