Suspeito de praticar roubos a residências, Diego Freire Casagrande, 21 anos, foi preso por policiais da Delegacia de Furtos e Roubos (DFR). Detido por força de mandado de prisão, ele foi reconhecido por uma vítima, que teve sua casa assaltada no início do mês, no Jardim Social. De acordo com o delegado Luiz Carlos de Oliveira, Diego era agressivo e, em alguns casos, abusou sexualmente das moradoras.

Diego foi preso no início da semana, perto de sua residência, no Pilarzinho, mas só foi apresentado ontem pela polícia. “Com a divulgação de sua imagem, outras vítimas podem reconhecê-lo, já que ele tem passagem por outros roubos”, informou o delegado.

“É um indivíduo perigoso, que forçava a vítima a praticar atos sexuais”, acrescentou. Diego agia principalmente no Jardim Social e bairros próximos, na companhia de um ou dois comparsas, que estão sendo investigados.

Incentivo

O delegado comentou ainda que se impressionou com os familiares de Diego. “Os pais disseram aos policiais que podiam levá-lo, porque eles tirariam o filho da cadeia, como fizeram da outra vez”, relatou Luiz Carlos. “Em vez de tentar recuperar o jovem, os pais o incentivam a continuar cometendo crimes.”