O governo do Paraná emitiu uma nota de esclarecimento na noite desta segunda-feira (29) informando que não irá impor um lockdown em todo o estado. A Tribuna do Paranáhavia informado mais cedo que a chance de lockdown generalizado estava descartada pelo governo. Na manhã desta terça-feira (30), a equipe do governador Ratinho Junior fará uma reunião para adotar medidas mais restritivas para conter o avanço do coronavírus. O novo decreto será publicado ainda na terça.

*AO VIVO: Ratinho Junior anuncia novas medidas para o Paraná

O Governo do Paraná informa que está elaborando uma série de medidas para conter o avanço da Covid-19. As medidas estão sendo discutidas em diversas instâncias do Executivo e serão apresentadas aos demais poderes do Estado. A previsão é de que haja ampla divulgação das decisões nesta terça-feira (30). O Governo do Estado antecipa que, diferente do que foi noticiado, não se trata de impor um lockdown em todo o Paraná“, esclarece o governo do Paraná, por meio de nota oficial.

Segundo apurou a reportagem, a tendência é que sejam tomadas medidas mais rígidas em relação à restrição e funcionamento das atividades, com chance de fechamento em algumas microrregiões do estado.

LEIA MAISQuatro hospitais de Curitiba estão com UTIs para covid-19 lotadas

A medida será implementada logo após o Ministério Público do Paraná entrar com uma ação pedindo que o estado feche comércios, igrejas e atividades não essenciais. O MP-PR também pede que o lockdown seja feito em pequenas regiões do Oeste e Leste paranaense para frear o avanço da doença.

Os casos de covid-19 dispararam no Paraná após a reabertura do comércio, no início de junho. Segundo o último boletim da Secretaria de Saúde do estado, divulgada no domingo (28), são 20.516 casos confirmados e 586 mortes por coronavírus.


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?