Por obedecer o marido, preso por tráfico, Sabrina Marinho Borja, 24 anos, seguiu o mesmo destino do companheiro. Ela afirmou ter assumido o ponto de tráfico e, segundo a polícia, movimentava 1,5 quilo de cocaína e crack por semana, no Cajuru.

A delegada Camila Cecconello, da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc), a polícia monitorou os passos de Sabrina por 30 dias e descobriu que ela também distribuía drogas a traficantes menores. Para despistar a polícia, Sabrina alugou um apartamento no Alto Boqueirão, onde guardava drogas e armas. Porém, foi abordada ao sair desse imóvel, na quinta-feira da semana passada.

Com ela, os policiais encontraram 600 gramas de crack, 50 pedras da mesma droga, 330 gramas de cocaína, uma pistola calibre 380, 25 munições para a arma, material para embalar e preparar a droga e R$ 3.480 em notas de pequeno valor. Sabrina chorou quando revelou que tinha um filho, de 9 anos.

Outro

Durante as investigações, a Denarc recebeu denúncias sobre um traficante que andava sempre armado, vendia drogas e espalhava medo nos moradores de outra área do Cajuru. Investigaram Luís Rogério do Couto, 31, por alguns dias e o abordaram, também na quinta-feira, saindo de sua residência, com dois revólveres com numeração lixada. Na casa dele, os policiais localizaram 60 gramas de cocaína. Ambos foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e porte ilegal de arma.

Átila Alberti
Veja aqui o vídeo.