O Aliexpress, famoso site de compras da China, vai abrir uma loja física nesta sexta-feira (06), em Curitiba. Esta é a primeira unidade física no Brasil do Alibaba, gigante de vendas online. A escolha não foi por acaso, já que Curitiba é a sede do Ebanx, empresa de pagamentos parceira do site.

A loja será temporária, no Shopping Mueller, e ficará aberta por 30 dias, desta sexta-feira até o dia 5 de outubro. O objetivo da loja é fazer com que as pessoas sintam-se mais seguras em comprar produtos da China.

“Estamos entusiasmados em participar da iniciativa do Ebanx, reunindo a experiência online e offline. O AliExpress é uma das plataformas de comércio eletrônico mais populares do Brasil e sempre buscamos maneiras de aumentar a integração de ambientes digitais e físicos, com o objetivo de oferecer a nossos consumidores mais opções, diversão e conveniência enquanto eles compram”, disse Kang Huang, líder regional da AliExpress no Brasil. “Hoje, o Ebanx atende cerca de 150 empresas da China, que vendem a países da América Latina usando nossas soluções. Somente em 2018, o número de merchants chineses quase dobrou em relação a 2017”, revela André Boaventura, sócio e diretor de marketing do Ebanx.

+Leia mais! Novo Corolla chega com motor híbrido e muita tecnologia!

Como vai ser a loja do Aliexpress em Curitiba?

A loja será uma vitrine com produtos digitais e também com produtos físicos. Desta forma, o consumidor terá a possibilidade de avaliar os produtos e finalizar a compra por meio do celular. Entre os produtos à venda estão, fones de ouvido, celulares caixas de som, drones.

Tela gigante

Um telão de LED, com 5 metros de comprimento e 2,5 metros de altura, mostrará alguns dos melhores produtos de tecnologia comercializados no site do AliExpress. A parede também terá 8 nichos interativos, com monitores touchscreen, nos quais o consumidor poderá visualizar e obter mais informações sobre os itens, além de escanear um QR code para acessar o site do AliExpress. Dois nichos com produtos físicos completam a loja, onde os visitantes poderão experimentar as funcionalidades dos itens vendidos pelo AliExpress.

Quem deve promover a reinserção da geração de 50 anos no mercado de trabalho?