A comissão mista instalada para estudar a proposta do governo que elevou o salário mínimo para R$ 260 vai realizar amanhã a primeira audiência pública sobre o assunto. Foram convidados o professor da universidade de Campinas e secretário municipal do Trabalho de São Paulo, Márcio Pochmann, e o especialista em contas públicas, Raul Velloso. Na quarta-feira, será a vez dos ministros da Previdência, Amir Lando, e do Planejamento, Guido Mantega.

O relator da proposta, deputado Rodrigo Maia (PFL-RJ), tem até quarta-feira para concluir seu parecer. Na quinta, se esgota o prazo regimental para que a comissão conclua seus trabalhos antes que a medida seja avaliada pelo plenário da Câmara dos Deputados. Oitenta emendas foram apresentadas à proposta do governo.

Na sexta-feira passada, o senador petista Paulo Paim (RS), que defende um reajuste maior para o mínimo, foi excluído da comissão mista. Em nota oficial, a líder do PT, senadora Ideli Salvatti, explica que tanto ela como o líder do PT na Câmara, Arlindo Chinaglia (SP), resolveram nomear para a Comissão Mista do Salário Mínimo, ?novos representantes que defendessem a posição do governo?.