A necessidade de acertos para a votação de emendas individuais de parlamentares e de propostas das bancadas levou a Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização a adiar para as 10 horas de amanhã (9) a reunião plenária que estava marcada para hoje (8) para apreciação e votação do parecer final sobre a proposta orçamentária de 2006.

O aviso de adiamento foi dado no final da manhã de hoje e frustrou a grande movimentação de servidores públicos em apoio à proposta do relator do Orçamento 2006, deputado Carlito Merss (PT-SC), de garantir R$ 5,1 bilhões para a correção de salários neste ano.