O goleiro Gianluigi Buffon, que sofre de dor ciática, ficará fora dos gramados por tempo indeterminado, anunciou nesta terça-feira a delegação italiana, concentrada em Irene.

O técnico Marcello Lippi substituiu Buffon por Federico Marchetti no intervalo da partida contra o Paraguai na segunda-feira (1-1). Em seguida, o treinador afirmou que era muito cedo para saber a gravidade do caso.

A Federação Italiana de Futebol divulgou um comunicado nada animador sobre a situação do goleiro da ‘Nazionale Italiana’: “Ele tem um grave problema no nervo ciático, e não podemos dizer quando vai voltar a jogar”.

“Ele sentiu uma dor nas costas no aquecimento, mas me disse que poderia jogar. Na volta ao vestiário (no intervalo), admitiu que não tinha condições de continuar. Foi algo muito ruim para nós, pois perdemos um de nossos eixos”, lamentou o técnico.

Buffon, campeão mundial na Alemanha em 2006, chegou à África do Sul depois de uma temporada fraca com a Juventus de Turim, em que foi desfalque várias vezes por causa de lesões.

A Itália também amarga a ausência de Andrea Pirlo, que não jogou contra o Paraguai e é chave do esquema de Lippi.

A Azzurra entra em campo no domingo, contra a Nova Zelândia, tida como a seleção mais fraca neste Mundial e que empatou em 1-1 com a Eslováquia nesta segunda.