200 integrantes de diversos movimentos de luta por moradia popular, entre eles a Marcha Mundial das Mulheres, realizam hoje uma manifestação, em São Paulo. O motivo do protesto seria por melhorias sociais e de direitos femininos, neste Dia Internacional da Mulher.

O objetivo da manifestação é prosseguir para a Avenida Tiradentes mas, de acordo com a Polícia Militar, o protesto deverá ser contido para não atrapalhar o trânsito no centro de São Paulo. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) disse não ter informações sobre o protesto.

Mais cedo, o mesmo grupo invadiu um prédio abandonado na Praça João Mendes, no centro da capital paulista.Os manifestantes afirmaram que a ocupação seria temporária e duraria apenas o dia de hoje.