A Câmara dos Deputados divulgou nesta sexta-feira (13) a relação com nomes e partidos dos 175 deputados federais que assinaram o pedido de instalação da CPI da Lava Jato. O requerimento para criar a Comissão Parlamentar de Inquérito que pretende investigar as ações da força-tarefa do Ministério Público Federal, em Curitiba, foi entregue na mesa diretora da Câmara na quarta-feira (11). Apenas oito parlamentares paranaenses assinaram o pedido de instauração da CPI. São eles: Aliel Machado (PSB), Enio Verri (PT), Evandro Roman (PSD), Gleisi Hoffmann (PT), Leandre (PV), Ricardo Barros (PP), Schiavinato (PP) e Zeca Dirceu (PT).

+ Leia mais: Cartão-transporte poderá ser recarregado nos terminais de Curitiba!

Desses, apenas Gleisi Hoffmann está envolvida diretamente nas investigações da operação. Ela é acusada pela força-tarefa de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, além de ter seu marido, o ex-ministro Paulo Bernardo, também na lista de acusados. Já Zeca Dirceu é filho do ex-ministro da Casa Civil do governo Lula, José Dirceu, que tem sob si acusações de corrupção passiva, recebimento de vantagem indevida e lavagem de dinheiro. Os outros cinco não têm envolvimento nas investigações da Lava Jato.

A Secretaria Geral da Mesa conferiu as assinaturas dos deputados antes de tornar pública a lista oficial da CPI da Lava Jato. Cabe agora ao presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), instalar a comissão. Deputados da “bancada da bala” se articulam para convencer alguns colegas a retirar o apoio e inviabilizar a CPI. Acompanhe abaixo os deputados que constam na relação:

Depois da divulgação da lista, a Frente Parlamentar da Segurança da Câmara, conhecida como bancada da bala, disse ter conseguido reverter sete apoios à instalação da CPI da Lava Jato. Segundo o líder da bancada, Capitão Augusto (PL-SP), os deputados Ricardo Izar (PP-SP), Fábio Henrique (PDT-SE), Celina Leão (PP-DF), Tábata Amaral (PDT-SP), Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ), Fernando Rodolfo (PL-PE) e Alexis Fonteyne (NOVO-SP) retiraram as assinaturas para abertura da CPI. O deputado Alexandre Frota (PSL-SP) também teria sinalizado que deve retirar o apoio, disse Capitão Augusto.

Regras pra tirar CNH mudam na próxima segunda-feira; entenda!