A bancada do PSOL na Câmara dos Deputados anunciou nesta tarde que vai protocolar na próxima semana uma representação contra o governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), na Procuradoria-Geral da República. O partido pedirá à PGR que investigue as responsabilidades penal, civil e administrativa dos envolvidos, em especial do governador tucano, na repressão aos professores no Estado.

“Não podemos naturalizar as atrocidades. Uma ação tão desmedida da autoridade policial, com aval do governador, é um atentado não apenas às pessoas, mas à própria lei”, afirmou o líder do partido na Casa, deputado Chico Alencar (RJ), por meio de nota.

O PSOL lembra que a PGR é o órgão competente para investigar governadores. “O Ministério Público, que é o fiscal da ordem jurídica democrática, precisa apurar as responsabilidades pela barbárie”, defendeu Alencar.

Ao menos 180 pessoas ficaram feridas nesta quarta-feira, 29, após ação policial contra professores da rede estadual em greve na frente da Assembleia Legislativa, em Curitiba.