Brasília – A presidente eleita da Argetina, senadora Cristina Kirschner, fará a primeira visita ao Brasil depois das eleições na próxima segunda-feira (19). Está previsto encontro com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, às 16h30, em Brasília, de acordo com agenda divulgada pela Secretaria de Imprensa da Presidência da República. 

Na última visita de Cristina Kirschner ao Brasil, dia 3 de novembro, ela ainda era candidata à Presidência da Argentina. Ela se reuniu com empresários e com o presidente Lula.

No dia 3 de outubro, o assessor para Assuntos Internacionais da Presidência, Marco Aurélio Garcia, embora tenha negado haver algum tipo de apoio do governo brasileiro à candidatura de Cristina Kirchner, disse acreditar que "se este programa se cumprir na Argentina, ele nos permitiria efetivamente prosseguir a integração? entre os dois países.

Entre os objetivos comuns e possíveis projetos de cooperação, Garcia citou o fortalecimento do Mercosul, cooperação para a produção de energia também com outros países do continente e programas de cooperação científica e tecnológica.

Depois, com a vitória de Cristina Kirschner, na mensagem de cumprimentos enviada pelo presidente Lula, no dia 29 de outubro, foi enfatizado que as relações entre Brasil e Argentina continuarão tendo "importância central" nas políticas do governo brasileiro. O presidente avalia a vitória de Cristina Kirchner como o desejo de continuidade do governo de Néstor Kirchner.

"A consagradora manifestação das urnas põe em relevo as esperanças que a cidadania argentina deposita em Vossa Excelência. Representa também um claro endosso à continuidade do seguro processo de transformação que, sob a liderança do presidente Néstor Kirchner, recolocou a Argentina no rumo do desenvolvimento, da prosperidade e da justiça social, e reafirmou sua presença soberana no mundo", disse Lula.