A Polícia Militar (PM) de Santa Catarina lançou uma campanha inusitada neste fim de ano. Para aproximar os policiais da população, a corporação está sorteando em suas redes sociais um passeio nos carros de luxo apreendidos em operações e que agora são viaturas. Quem for sorteado pode escolher escolher dar uma volta de Mercedes-Benz C63S, que está com o Batalhão Rodoviário, o Porsche Cayenne ou o Camaro, ambos do 12.º Batalhão de Balneário Camboriú.

Para participar da promoção, os interessados precisam seguir o perfil da PM catarinense e marcar amigos nas publicações. Segundo o comandante-geral da PM de Santa Catarina, coronel Araújo Gomes, os veículos não são usados no patrulhamento do dia a dia, pois o custo de manutenção e operação seria inviável. Os veículos atualmente se destinam a atividades educativas, de representação institucional e de promoção da corporação.

LEIA+ Justiça prorroga prazo para volta dos radares nas BRs

“A atual campanha tem alguns objetivos: aproximar a população da corporação utilizando a curiosidade normal das pessoas em relação a este tipo de veículo, disseminar a mensagem de que o crime não compensa e o que era do criminoso hoje está a serviço da população, aumentar o engajamento em nossas redes sociais, onde interagimos com a população e divulgamos ações e orientações”, afirmou Gomes.

Os três veículos que foram apreendidos passaram a incorporar a frota da PM após decisões judiciais. A customização dos carros foram feitas com apoio da iniciativa privada e incluiu pintura, luminosos e equipamentos sonoros além de outros detalhes de adaptação.

Em 2018, a PM de Santa Catarina conseguiu a primeira autorização no Brasil para incorporar carros de luxo a sua frota. O Camaro amarelo havia sido apreendido em 2013, em Camboriú, com uma quadrilha de traficantes. Em setembro deste ano, os outros dois veículos, apreendidos em Balneário Camboriú, também foram requisitados e passaram a fazer parte da frota de luxo da PM. O Mercedes e o Porsche pertenciam a um traficante de Goiás que vivia no litoral de Santa Catarina. Ele foi preso em 2018, quando dirigia o Porsche em Balneário Camboriú.

Outras viaturas de luxo

No Paraná, carros de luxo apreendidos pela Justiça doados às forças policiais não são novidade. Em Araucária, na região metropolitana de Curitiba, um Audi A4 e um Volvo XC-6 foram doados em 2017 para a Guarda Municipal. Mas, assim como os carrões da PM catarinense, eles não são usados na rotina de patrulha.

Já a Polícia Rodoviária Federal (PRF) no Paraná tem desde o mês passado um Dodge Callenger RT na sua frota. O veículo foi apreendido em 2017, em uma operação contra o tráfico de drogas, mas também não será usado em patrulhas. A viatura de luxo vai ser usada em ações educativas da PRF.