O cabo da Polícia Militar Sérgio Costa Júnior foi condenado pela 3ª Vara Criminal de Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro, a 21 anos de prisão pelo assassinato da juíza Patrícia Acioli, ocorrido no dia 11 de agosto do ano passado.

Costa Júnior, que confessou o crime, foi condenado a 18 anos pelo crime de homicídio triplamente qualificado (motivo torpe, emboscada e para assegurar a impunidade de outros delitos) e a outros 3 por formação de quadrilha armada.

Por ter revelado informações importantes que ajudaram a esclarecer o crime, o cabo foi beneficiado pela delação premiada, o que fez reduzir a pena de homicídio triplamente qualificado de 29 para 18 anos.

A pena terá que ser cumprida em regime fechado.

Os outros dez PMs acusados de envolvimento no assassinato só devem ser julgados no ano que vem.