Um desempregado de 31 anos foi detido nesta quinta-feira, 9, à noite, acusado de ter estuprado uma menina de 14 anos na Praia do Leblon, na zona sul do Rio, no dia 17. Márcio Batista de Lima, de 31 anos, foi identificado pela vítima a partir de fotos existentes num catálogo de pessoas com antecedentes criminais mantido pela Polícia Civil.

 

Feita a identificação, a polícia passou a procurá-lo e o encontrou na noite desta quinta-feira, caminhando pela Praia do Leblon. Depois de preso, Lima foi reconhecido pela vítima do estupro e por outras três mulheres que o acusam de tê-las assaltado no mesmo dia do abuso sexual. Ele nega os crimes.

 

Lima mora na Favela da Rocinha, em São Conrado, bairro vizinho àquele onde aconteceu o estupro, e afirmou ter uma filha de 9 meses. A polícia pediu um exame de sangue do desempregado e tentará comparar com o líquido deixado na canga sobre a qual a menina foi estuprada. O estupro aconteceu no fim da tarde do dia 17, quando a adolescente seguia para casa, no Morro do Vidigal, entre o Leblon e São Conrado, com uma amiga. Enquanto estuprava a vítima, o criminoso ameaçava a amiga para que não procurasse ajuda.