Cerca de 200 integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) invadiram hoje o escritório regional do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) em Teodoro Sampaio, no Pontal do Paranapanema, extremo oeste do Estado de São Paulo. A ação faz parte da Jornada Nacional em Defesa da Educação e do Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (Pronera). Os líderes do movimento alegam que o programa educacional sofreu corte de recursos.

De acordo com o coordenador regional Valmir Rodrigues Chaves, a ação no Pontal também busca pressionar o Incra para dar sequência à reforma agrária na região. Entre os invasores estão os 150 sem-terra que tinham ocupado, no sábado, a fazenda Santa Fé, em Sandovalina.