Cerca de 150 pessoas participaram de um ato ecumênico de solidariedade às famílias e de homenagem às vítimas do vôo 3054 da TAM, nesta segunda-feira (23), na catedral metropolitana de Porto Alegre. Representantes das comunidades católica, luterana, muçulmana, budista e bahá’i leram mensagens de conforto a todos os atingidos pela tragédia.

Um representante dos familiares das vítimas, Luiz Moysés, pediu ao prefeito de Porto Alegre, José Fogaça (PPS), e à governadora Yeda Crusius (PSDB) que pressionem o IML de São Paulo para acelerar a identificação dos corpos. Fogaça prometeu telefonar para autoridades paulistas. Yeda lembrou que o Estado está coletando dados para auxiliar os legistas do IML de São Paulo.