São Paulo (AE) – O presidente da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), Guilherme Afif Domingos, afirmou ontem que a briga interna no PSDB deixa um "vácuo", que precisa ser preenchido, nas ambições políticas do partido e do PFL, ao qual é filiado, no estado. Afif Domingos, que apareceu na mais recente pesquisa do Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope) com 3% das intenções de voto para governador, seria a escolha do PFL no caso de uma negociação com o tucanato que permitisse uma chapa encabeçada por um pefelista.

"Meu nome foi colocado pelo partido para a disputa majoritária. Mas uma definição de candidatura depende de negociação", diz, que não descartou uma eventual candidatura a senador.