A riqueza está de fato concentrada nas mãos dos brancos, conforme revela a publicação dos indicadores sociais 2001 lançada hoje pelo IBGE. Na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), o dado é ainda mais evidente. Entre a população de 1% mais rica da RMC, 98,1% são brancos, enquanto apenas 1,9% são negros. No Paraná, entre os mais ricos, 95,4% são brancos, 0,8% são negros e 5,8% se declararam pardos. O Sul é a região onde a riqueza mais se concentra entre os brancos (95%), enquanto no Brasil a proporção é de 62,6% (brancos), 1,8% (negros) e 35,6% (pardos). (Leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná)