A alta de ontem foi leve, mas hoje a Bovespa conseguiu recuperar uma parte do que perdeu com a queda de terça-feira (4,54%).

O Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo, fechou a quinta-feira em alta de 3,34%, aos 37.748 pontos, nível máximo do dia. O volume de negócios foi de R$ 2,69 bilhões. O índice oscilou entre a máxima já citada e a mínima de 36.502 pontos.

Uma série de fatores contribuiu para a recuperação da Bovespa. A melhora foi puxada pelo mercado externo, onde os investidores respiram um pouco mais aliviados por conta dos dados divulgados durante a manhã nos EUA, que sinalizaram desaceleração da atividade econômica, o que pode levar o Federal Reserve (banco central dos EUA) a interromper o processo de alta do juro.

O número de pedidos de auxílio-desemprego subiu, contra previsão de queda, e o índice de atividade nacional dos gerentes de compras de maio caiu mais fortemente que o previsto.

A Bolsa reagiu positivamente também à decisão do Copom de cortar o juro em 0,50 ponto porcentual, para 15,25% ao ano.