Para milhares de pessoas, incluindo os PNEs (portadores de necessidades especiais), ter um carro deixou de ser um sonho. Adquirir um veículo adaptado para suas exigências é mais fácil do que muita gente imagina. Quem vai definir quais alterações são necessárias é o Detran (Departamento Estadual de Trânsito).

Todo PNE que quer dirigir deve passar pelos exames da entidade e retirar a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) especial. No documento, vai constar o que o condutor deve usar para poder dirigir e, ao comprar um carro, deve ser encaminhado a uma oficina especializada.

As modificações podem custar de R$ 100 a R$ 3.000,00 informa Raul Oliveira Neto, gerente comercial da Cavenaghi, empresa especializada em itens automotivos para deficientes.

Caso o veículo seja modificado para transportar o passageiro ainda na cadeira de rodas, como os táxis especiais, os preços podem chegar a R$ 30 mil. “Dependendo das alterações necessárias, o trabalho pode consumir de três horas a três dias. As mudanças serão feitas com base nas necessidades do cliente. Além disso, o veículo poderá continuar sendo dirigido por qualquer condutor sem que os equipamentos interfiram”, explica Oliveira Neto.

Sem impostos

Mas é bom lembrar, que nem tudo são gastos na hora de comprar um carro adaptado. Portadores de necessidades especiais não pagam alguns impostos na compra de qualquer veículo.

Para tanto, é necessário procurar as entida-des responsáveis e solicitar a isenção, podendo se livrar de pagar IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) e ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) no momento da compra.

Restrição para a adaptação de qualquer carro ou modelo, não existe. Temos que lembrar que o PNE é uma pessoa normal, com gostos e vontades, e adapta o carro que gosta, ou que pode comprar.

Diversas montadoras têm programas próprios para ajudar os PNEs. Várias delas recomendam e até mesmo entregam o carro pronto para o cliente com necessidades especiais.

A Volkswagen também tem um programa destinado a portadores de necessidades. Com o Mobilidade VW, todas as concessionárias estão preparadas vender veículos adaptados.

As opções vão desde o Gol G4 1.0 até o Polo Sedan 1.6 com motor flex. A Fiat tem o Programa Autonomy, que oferece toda a linha, exceto Fiorino, Strada e Ducato.

Além disso, a montadora tem em três unidades do Detran (São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte) Centros de Mobilidade, que fornecem simuladores para que os clientes se acostumem com a direção adaptada.