fiesta02130907.jpgEm 1999, a Fiat inaugurou o sub-segmento de modelos com roupagem fora-de-estrada no mercado nacional com o lançamento do Palio Adventure, para atrair a atenção do público (principalmente jovem), para um carro de apelo aventureiro e jovial, com características antes encontradas apenas em utilitários como estepes externos e estribos nas laterais.

E a moda pegou. Tanto que a Ford Brasil lançou recentemente o Fiesta Trail 2008, carro que apresentou à imprensa especializada brasileira, em Campos de Jordão, no interior de São Paulo. A configuração ?trail?, antes oferecida como um pacote de acessórios integrados ao antigo Fiesta para deixá-lo com o visual fora-de-estrada, passou agora à ?status? de versão topo de linha. A maior novidade desse lançamento é que a versão passa a ser oferecida também para a motorização 1.0 litro Flex. Com isso, a opção Trail passa a ser a única de visual ?off-road? oferecida para um carro 1.0 bicombustível.

fiesta03130907.jpgPara se adequar à legislação atual, o antigo pára-choque dianteiro tubular do pacote ?trail? do antigo Fiesta, foi substituído por insertos de plástico, que deram ao modelo aparência mais discreta e contida. No interior, os bancos dianteiros contam com capas removíveis de neopreme, material usado na confecção de roupas de mergulho. O acessório facilita na hora de eventual limpeza, no entanto, esquenta demais, provocando certo desconforto para quem vai na frente.

O Fiesta Trail traz ainda manopla de câmbio nas cores preto e cinza-claro – contrastando com o revestimento dos bancos – pedaleiras esportivas de alumínio, soleiras personalizadas com o logotipo ?trail? e jogo de tapetes escuros. A lista de itens de personalização externa ainda compreende insertos do pára-choque traseiro, estribos laterais, rodas de alumínio de 14 polegadas, bagageiro de teto e adesivos com a inscrição ?trail? nas portas e na tampa do porta-malas.

fiesta01130907.jpgSem alteração na parte mecânica, o Fiesta Trail é equipado nas opções de motorização 1.0 litro e 1.6l, ambas bicombustíveis. A versão 1.6l avaliada pelo JA mostrou-se ágil. Com 100% de gasolina no reservatório, o propulsor entrega 105 cv e torque de 14,8 kgfm a 4.200 rpm. Abastecido com o álcool, a potência sobe para 111 cv. O modelo é equipado com câmbio manual de cinco marchas. Em terrenos acidentados, o desempenho do Trail não difere em nada das versões convencionais. Ele não tem pneus mistos, presentes na maioria dos compactos aventureiros, algo a se pensar para um modelo deste segmento. A altura da suspensão e a distância em relação ao solo também não sofreram alterações. É um carro agradável de dirigir, mas não um aventureiro autêntico. O Fiesta Trail tem preço competitivo e compete no mercado com o CrossFox, atual líder do segmento. (BN)

Ficha técnica

MOTOR

Dianteiro, transversal, quatro cilindros em linha, duas válvulas por cilindro

Câmbio: Manual de cinco marchas

Cilindrada: 1.598cm3³

Potência: 105 cv(G) a 5.500 rpm e 111 cv (A) a 5.500 rpm

Torque: 14,8 kgfm a 4.200 rpm

Suspensão

Independente, tipo McPherson, com molas helicoidais e amortecedores hidráulicos, na frente, e semi-independente, com corpo auto-estabilizante, molas helicoidais e amortecedores hidráulicos, atrás

Dimensões

Comprimento: 4,03m

Largura: 1,76m

Altura: 1,67m

Entre-eixo: 2,48m

Freios

Freios à disco nas rodas dianteiras e tambor, nas traseiras

CAPACIDADES

Tanque: 54 litros

Porta-malas: 305 litros

Preço sugerido

R$ 44.885,00