O procurador do Ministério Público Federal, Cristiano Valois de Souza, concedeu hoje pela manhã parecer favorável à soltura do ex-assessor parlamentar José Adalberto Vieira da Silva, que foi preso na última sexta-feira quando tentava embarcar no aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, portando uma mala com mais de R$ 200 mil e US$ 100 mil na cueca. Vieira assessorava o deputado estadual cearense José Nobre Guimarães, irmão do ex-presidente do PT, José Genoino.

O acusado aguarda agora a decisão da juíza Paula Mantovani Avelino, da 10ª Vara da Justiça Federal de São Paulo, que deve sair até o fim do dia. O pedido de relaxamento da prisão foi baseado nos bons antecedentes criminais do acusado.