A tempestade que varreu a região provocou desligamentos em 205 mil domicílios, sendo 110 mil apenas em Curitiba. Para a maior parte deles, os serviços foram restabelecidos no prazo de algumas horas. Os demais casos dependiam de reparos mais demorados: até as 16h de hoje, a Copel havia substituído onze postes quebrados, reconstituído mais de cem vãos de rede elétrica e substituído três transformadores queimados por raios.

Um efetivo de cinqüenta equipes de atendimento a emergências da Copel trabalhou hoje para recompor as redes elétricas, seriamente avariadas por queda de árvores e descargas atmosféricas em diferentes pontos de Curitiba. Nos municípios vizinhos, outras quarenta equipes faziam trabalho idêntico. Cerca de 13 mil endereços na capital e mais 3 mil em municípios da Região Metropolitana e Litoral ainda aguardavam pela volta da eletricidade, 24 horas depois do pior temporal registrado pela Copel na região de Curitiba nos últimos dois anos.
A previsão da companhia era normalizar todo o sistema de distribuição ainda durante esta noite. (Leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná)