Tiveram início em cidades da região de Sorocaba, interior de São Paulo, as gravações do longa-metragem A Volta, do diretor Ronaldo Uzeda, que tem no elenco atores como Tuca Andrada, Guilhermina Guinle e Antonia Morais.

Previsto para ser lançado em meados de 2018, o filme retrata a história de George (Tuca Andrada), um homem que se torna justiceiro depois que sua mulher, Bruna (Guilhermina Guinle), é assassinada e sua neta, Rebeca (Antonia Morais), é sequestrada por assaltantes.

As filmagens começaram há três semanas numa fazenda em Porto Feliz. Em Sorocaba, já foram feitas tomadas em um hospital da cidade, nas regiões do Éden e do Cajuru e em ruas da região central.

No último domingo, 19, foram gravadas cenas no bairro Wanel Ville, atraindo a atenção dos moradores. Agentes municipais foram mobilizados para desviar o trânsito.

De acordo com Uzeda, a escolha da região para rodar seu novo filme levou em conta os locais terem características típicas do interior e o fato de que empresas regionais estão investindo na produção do filme. As gravações se estendem até o fim deste mês e o plano do diretor é fazer uma avant première em salas de cinema de Sorocaba.

O filme é considerado uma superprodução para os padrões do cinema brasileiro. A direção de fotografia é de Marcelo Brasil, que já trabalhou em produções como Central do Brasil, de Walter Salles, e, recentemente, no longa sobre os bastidores da operação Lava Jato. A produção musical é assinada pelo músico e compositor Tavito Carvalho.

Elenco

O ator Tuca Andrada, que interpreta George em duas fases da vida, conta que o personagem teve a vida arruinada por duas tragédias e se tornou uma máquina de vingança.

“Era um homem de bem com a vida que acaba virando essa coisa fria. O lado bom que ele tem no filme é o amor pela neta”, comenta. Tuca fez mais de 30 novelas – a mais recente foi A Lei do Amor, de Maria Adelaide Amaral. No teatro, está em cartaz em São Paulo com a peça A Visita da Velha Senhora, de Friedrich Dürrenmatt.

O ator Roney Vilela interpreta Crab, um dos assaltantes, um personagem extravagante, esquizofrênico e forte. “Gosto de personagens que vão além do comportamento natural, e essa é uma história que prende do começo ao fim”, diz Vilela, que atuou em novelas e em 33 filmes, sendo nove coproduções italianas e americanas.

A atriz Guilhermina Guinle concilia as gravações no interior de São Paulo com a participação num documentário dramático retratando a história de sua bisavó, no Rio de Janeiro.

“Já apresentei muita peça aqui no interior e, quando morei em São Paulo, vinha muito para esta região com minhas amigas”, conta a atriz. “Cinema é sempre um movimento intenso. É um desafio legal fazer um protagonista que vai morrer logo no início”, finaliza.

Completam o elenco Nathália Rodrigues (Karen), André Ramiro (Nego), Yuri Ribeiro (Rardi), Charles Paraventi (Cacau), Thogun (Marcão), Guga Coelho (Boca) e a pequena Liv, atriz mirim que fará a personagem Rebeca na infância.

A produção, da Guaraná Filmes, tem na direção de arte Arnaldo Zidan.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.