Morreu ontem (20) em Rosenheim, na Alemanha, aos 74 anos, o tecladista e compositor Ray Manzarek, um dos fundadores da banda The Doors ao lado de Jim Morrison. Segundo informações da família, ele sofria de um câncer no ducto biliar.

Manzarek chegou a fazer discos de “spoken words” com o poeta beat Michael McLure e mantinha uma atividade artística intensa. Prosseguia tocando com The Doors e veio duas vezes ao Brasil com sua banda reformada, a primeira com Ian Astbury (ex-The Cult) nos vocais e a última com o cantor Scallions (ex-The Fuel).

Segundo contou à reportagem o guitarrista Robby Krieger, no ano passado, eles pretendiam vir uma terceira vez ao País, desta vez com o cantor David Brock, que toca numa banda cover dos Doors chamada Wild Child. Ele também gravou um disco, ainda inédito, com guitarrista Roy Rogers (eles já tinham lançado, em 2008, o álbum Ballads Before the Rain), segundo revelou Rogers recentemente à reportagem. “Quando conheci Ray Manzarek, há uns seis ou sete anos, primeiro desenvolvemos uma amizade. Ele é um ícone do rock, não há lugar no planeta que não conheça The Doors. Mas vimos que havia uma compatibilidade musical entre a gente, o teclado dele caía como uma luva para minha guitarra. Nos divertimos muito por aí”, contou Roy Rogers.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.