São 11 anos de carreira e desde sempre ele foi considerado uns dos poucos artistas nacionais que buscam ousar em seus trabalhos. Luan Santana nunca pensou só na música, mas sim em sua arte como um todo, desde a idealização de uma música até a concretização de um show. Foi dessa forma que o cantor, de 28 anos, eternizou mais uma fase de sua carreira, com a gravação do novo projeto, o DVD VIVA, ao vivo em Salvador, na Bahia, neste domingo (19).

Com padrão internacional, Luan trouxe ao Parque de Exposições da capital baiana um palco com mais de 100 metros e digno de superproduções. O tema, que busca fazer as pessoas refletirem sobre a força da tecnologia e o contato humano, o cantor disse ter tirado de ‘cyberpunk’. “É uma temática que vê e trabalha com acontecimentos futuros. Estamos vivendo um avanço desenfreado da tecnologia, as pessoas estão frias, mais distantes umas das outras, o amor em queda e a tecnologia em alta. Pensei em fazermos o palco nesse mundo, de máquinas e tecnologia absurda, onde os valores humanos estão cada vez mais esquecidos, para justamente falarmos dos valores humanos, fazendo o caminho inverso que é feito nos filmes”, explicou.

+Leia também: Durante o ‘Domingão’, Faustão ‘deixa escapar’ a informação de que programa vai acabar

Foto: Lucas Sarzi/Tribuna do Paraná.
Foto: Lucas Sarzi/Tribuna do Paraná.

Deixando o amor em evidência, em formato de música e aproximação com os fãs, Luan criou um ambiente muito tecnológico, com uma reprodução de um esqueleto de uma criatura hibrida no palco, coisas que se movimentam, um elevador para começar e até uma prancha que o levou ao meio do público. “Acho que deu um choque legal. Achei que precisávamos falar sobre isso, não nas músicas, mas numa questão de direcionamento, de termos um motivo para tocar no assunto. Resolvi levar isso ao show e aí o ‘Viva’ ficava martelando na minha cabeça, virou o nome do projeto”.

A direção do projeto foi de Joana Mazzucchelli e a parte criativa de Ludmila Machado, que foram responsáveis por dar vida às ideias de Luan. “Durante a montagem as pessoas começaram a me perguntar: ‘é um jacaré, é um dinossauro, um dragão?’, e eu falei: ‘cara, é o que você quiser, seja o que você quer ser’. É um protesto, vamos ser livres, vamos ser quem nós somos e vamos olhar para as coisas do jeito que a gente quer, sem amarras”, explicou Ludmila.

Foto: Rubens Cerqueira/Divulgação.
Foto: Rubens Cerqueira/Divulgação.

Mais de 20 mil vozes

A chegada de Luan ao palco foi inesperada: o cantor surgiu de uma cúpula de vidro e de lá de cima começa o show. Essa visão panorâmica foi o que fez o cantor engasgar de emoção. “Tudo culminou ali, a gente teve muito problema no processo. O momento em que subi no elevador e vi todo mundo foi uma carga emocional enorme, não sei dizer o que acontece, mas foi uma explosão dentro de mim que foi por isso que engasguei”, comentou.

Foto: Lucas Sarzi/Tribuna do Paraná.
Foto: Lucas Sarzi/Tribuna do Paraná.

À imprensa, Luan disse que teve muita dificuldade na produção do novo projeto, a começar pela pressão pessoal e pelos problemas que enfrentou, e pensou até mesmo em desistir. “Tivemos dificuldade com relação a tudo: cenário, pessoas, as músicas, tiveram dois momentos que pensei que teríamos que largar tudo, fiquei triste. E aí, naquele momento, em cima do elevador e vendo tudo acontecer, tudo veio a cabeça, ainda bem que não desisti”.

Num projeto cheio de identidade, seja visual ou até mesmo ideológica pela ideia que Luan buscou passar, o novo DVD não trouxe nenhuma participação de outros artistas. “Tudo é muito eu em cenário, repertório, identidade mesmo, então eu queria que fosse um momento entre eu e meus fãs”, explicou o cantor, detalhando ainda que não chegou a convidar ninguém para participar, mas que pensou em algumas pessoas.

O repertório, que trouxe muitas músicas inéditas, algumas com uma pegada forte do sertanejo que sempre foi a essência de Luan, combina uma música com a outra. “O repertório é bem concentrado nos mesmos compositores, porque eu acho que é importante ter uma cara, uma música completar a outra, não pegar uma de lá, outra de cá e ficar uma salada de fruta. As músicas têm que parecer ser do mesmo projeto”, defendeu Luan. Veja o nome das musicas novas:

1- Choque Térmico (Marco Carvalho e Thierry)
2- Sofrendo Feito Um Louco (Vinícius Poeta, Daniel Caon e Benício)
3- Princesa Não Levanta (Thierry)
4- Meu Investimento (Rapha Lucas)
5- Tática Infalível (Luan Santana e Pacheco)
6- Moça Chique (Samuel Deoli e Rapha Lucas)
7- Motel Paraíso (Bruno Caliman)
8- Quando A Bad Bater (Luan Santana)
9- Puxando O Rodo (Raffael Torres e Bruno Caliman)
10- Água Com Açúcar (Raffael Torres e Bruno Caliman)
11- A Culpa É Sua (lucas santos / samuel deolli / davi jonas / felipe oliver)
12- Ignore (Felipe KeF/ Rodrigo Marco / João Pedroni/ Pedro Mendes / Kaique KeF)

REGRAVAÇÕES
-Vingança (Douglas Cesar)
-Sofázinho (Scanduvas, Breno Casagrande e Samir)
-Boa Memória (Mateus Marcolino, Luan Santana e Marco Carvalho)
-A (Luan Santana, Raffael Torres, Lucas Santos, Bruno Caliman)
Acordando o Prédio – Douglas

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Foto: Rubens Cerqueira/Divulgação.
Foto: Rubens Cerqueira/Divulgação.

Sem economizar

Orçado em mais de R$ 8 milhões, VIVA começou numa ideia de um show para 300 pessoas, mas logo se tornou grande e veio na contramão do que é feito pelos artistas atualmente, que têm buscado economizar em suas produções. Luan disse que não pensou nisso. “Não penso em recuperar o dinheiro investido no DVD, penso na minha carreira, no que eu estou escrevendo, no meu legado aqui, a minha história. Acho que é isso que me fez diferente nestes 11 anos e é isso que vai continuar fazendo diferença daqui pra frente”.

Foto: Cadu Fernandes/Divulgação.
Foto: Cadu Fernandes/Divulgação.

Luan disse não se importar em mostrar algo gigante num momento em que os artistas têm optado pelo mais enxuto. “Não estou nem aí para o que os outros estão fazendo, eu foquei no meu, no meu projeto, no meu trabalho, e trouxe o melhor show que o Brasil já viu”, defendeu.

Com previsão de lançamento para o segundo semestre, o novo DVD é, para Luan, o reflexo de uma vida dedicada ao trabalho. “Não paro um minuto de pensar na minha carreira, na minha música, no que eu posso surpreender as pessoas, trabalho muito para que isso aconteça. E este DVD é resultado de um trabalho intenso”.

Luan disse que acredita em se dedicar a sua verdade e não em pensar no que pode agradar mais o público. “Sempre faço coisas que eu acredito e sou sempre verdadeiro com meus fãs. Acho que o artista que se preocupa muito com o público e esquece da sua verdade, automaticamente o público não te absorve mais. Temos vários exemplos na história da música de artistas que quiseram agradar os fãs e o público de modo geral e acabaram se perdendo no caminho, então eu faço tudo que está dentro de mim, coloco para fora, seja com relação a música, cenário, tipo de show que queremos transmitir, tudo sai de mim porque eu sei que os fãs vão entender minha verdade”.

As duas fãs vieram de Curitiba até Salvador. Foto: Lucas Sarzi/Tribuna do Paraná.
Isadora e Rayssa vieram de Curitiba até Salvador: “faríamos tudo de novo”. Foto: Lucas Sarzi/Tribuna do Paraná.

Carinho dos fãs

Reunindo aproximadamente 20 mil pessoas, Luan juntou em Salvador não só seus fãs baianos, mas sim gente de todo o país. Exemplo disso são as curitibanas Isadora Alves, 22 anos, e Rayssa Alexandra Francheti, de 18, que viajaram quase 2 mil quilômetros. “Sempre foi um sonho poder participar de um momento histórico dele, que é a gravação de um DVD. Tivemos condição e resolvemos vir juntas”, disse Rayssa.

+Viu essa? Fenômeno na internet: saga ‘Cleusa de mala e cuia’ termina com final feliz

Foto: Lucas Sarzi/Tribuna do Paraná.
Foto: Lucas Sarzi/Tribuna do Paraná.

As duas jovens, que não só tiveram a chance de assistir a gravação, também acompanharam o ensaio geral, um dia antes, estavam muito felizes. “Vale todo o gasto de Curitiba até Salvador, faria isso mil vezes por ele. A gente fica muito feliz em ver o quanto ele valoriza a gente, o carinho dele pela gente, isso recompensa todo o nosso esforço para ver ele, vale a muito a pena”, comentou.

Feliz com a participação dos fãs de todo o Brasil, Luan disse sentir que formou uma família. “Para eles é um estilo de vida. Absorveram esse amor de tal forma e colocam isso tanto em prática, que se tornou a vida deles e eles se tornaram a minha também, automaticamente. Tudo que eu penso é por eles. Costumo dizer que penso em mim e nos meus fãs. Me falaram que todo mundo estava achando ter vivido um sonho e era isso que eu queria que acontecesse nas pessoas, tomara que isso tenha atingido também os meus fãs”. Veja a entrevista completa:

#MorreUmaEstrela é reação à versão de ‘Shallow’ de Paula Fernandes e Luan Santana. Confira os memes!