enkontra.com
Fechar busca

+ Pop

Balança não é neura, dizem atrizes fofinhas

O importante mesmo é ser feliz, independente da forma física

  • Por Tribuna Pop

Enquanto as personagens de Fabiana Karla (a Perséfone de Amor à Vida) e Mariana Xavier (a Ana Rita de Além do Horizonte) já passam (ou ainda podem passar) por algum momento de crise por causa do peso, as duas atrizes garantem que estão felizes da vida. Ambas sabem lidar muito bem com a situação e garantem que o que importante mesmo é ser feliz, independente da forma física.

Fabiana, por exemplo, está contente por poder passar uma mensagem positiva com sua personagem. “Acho que através da Perséfone eu realmente devolvo a autoestima para as pessoas. É claro que eu não faço a apologia da gordura, mas, sim, a do bem-estar. Você tem que ser feliz como você é! A gente tem a obrigação de ser feliz e temos que buscar isso 24 horas, do jeito que der. Seja positiva porque isso só soma na sua vida”, afirma.

Além de atriz, Fabiana é mãe de três filhos, e ainda investe no lado modelo plus size, em que faz desfiles e capas de revista de moda. Ela se diz realizada com todos estes compromissos. “Lido muito bem com essa questão. Só tenho que ser feliz e me sentir abençoada por tanta coisa na minha vida. A Perséfone veio com esse cunho de lançar moda para as meninas plus, de destacar a questão, o tema, que muitas vezes não é tão debatido”, diz.

Mariana também comemora o atual momento do mercado de moda. “Até pouco tempo atrás, você só encontrava roupas cafonas para gordinhas. Pareciam capas de sofá”, brinca. Ela também se diz feliz com o retorno que recebe nas ruas. “Outro dia, uma mulher me parou em uma festa e, com os olhos marejados, contou que eu a ajudei a recuperar a autoestima. Ela engordou 22 kg depois de ter a filha e nunca mais conseguiu emagrecer. Ao me ver na TV, deixou de se sentir mal e se deu conta de que uma gordinha também pode ser bonita”, comemora.

Assim como Fabiana, a atriz da novela das 19h deixou a neura de lado. Mas antes ela chegou a se desiludir com a profissão de atriz e a relação com os indesejados 25 kg, que ganhou há cerca de sete anos. “Diziam que eu era talentosa, me elogiavam, mas eu continuava em casa, esperando trabalho, enquanto um monte de atriz ruim pra caramba, mas que vestia 38, emendava uma novela na outra”, desabafa ela que que desistiu da dieta logo após ser chamada para interpretar a hilária Marcelina, do longa Minha Mãe É Uma Peça. “Parei um pouco com essa neura”, admite.

Ao contrário de sua personagem na novela , que morre de inveja da irmã caçula, Ana Fátima (Yanna Lavigne), Mariana garante ter uma autoestima lá em cima. “No meu caso, ninguém engorda 25 kg porque acha maneiro. Aí, você tem duas opções: senta e chora, desistindo da vida, ou lida com isso de forma positiva. Hoje, lido bem com meu peso. Me sinto até mais bonita. É claro que tenho minhas neuras, não me sinto gata sempre. Às vezes, me olho no espelho e digo: “Ai, tô imensa!”. Mas nem as magras estão 100% satisfeitas, né?”, questiona.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas