O diretor da WTorre, Rogério Dezembro, afirmou nesta segunda-feira que a construtora espera conseguir a liberação total das obras da Arena Palestra nos próximos dias. Uma área de 4.800 metros quadrados continua interditada desde a morte do operário Carlos de Jesus, de 34 anos, ocorrida há duas semanas, após a queda de três lajes. A Defesa Civil e a Polícia seguem investigando o caso.

“Fizemos um pedido e estamos aguardando a liberação da obra. Fizemos um levantamento e posso garantir que a obra não oferece nenhum risco como foi erradamente falado nos últimos dias. Os funcionários estão trabalhando normalmente e apenas a área onde ocorreu o acidente que vitimou o operário é que ainda está interditada. Esperamos uma resposta para os próximos dias”, declarou Dezembro.

Para provar a segurança da obra e conseguir a liberação, a Wtorre contratou uma empresa que fez a análise do local onde houve o desabamento. O laudo foi entregue ao delegado responsável pela condução do caso, Marco Aurélio Batista.

Rogério Dezembro desconversou sobre os rumos da investigação, mas confirmou que uma análise foi enviada às autoridades. “Não posso falar nada porque a investigação está sob sigilo. O que posso dizer é que todo o material coletado foi enviado para as autoridades responsáveis.”