O veterano meio-campista Patrick Vieira disse que não defenderá mais a seleção francesa depois de ter ficado fora do grupo que foi convocado e fez campanha desastrosa na Copa do Mundo da África do Sul. O jogador do Manchester City, de 34 anos, não foi chamado pelo técnico Raymond Domenech, cuja equipe teve desempenho decepcionante no torneio, sendo eliminada na fase de grupos, e deixou os torcedores revoltados com o comportamento dos atletas.

Vieira jogou 107 partidas pela seleção da França, vencendo a Copa do Mundo de 1998 e a Eurocopa em 2000. Mas ele tem sofrido com lesões desde a disputa da final do Mundial de 2006, em que a seleção francesa foi derrotada pela Itália na disputa de pênaltis. “Honestamente, eu não estou mais disponível para a seleção”, disse Vieira, à TV Canal Plus. “Não seria razoável”.

A campanha francesa foi marcada por brigas e tensão. Nicolas Anelka foi dispensado por insultar Domenech e os jogadores se recusaram a treinar por causa disso, o que causou revolta entre os seus torcedores. “Eu estava tão decepcionado como todo mundo”, disse Vieira. “Dói ver o time da França assim, depois de tantos belos anos”.