O Palmeiras deve receber pela primeira vez um rival de peso fora do Allianz Parque após a inauguração do estádio, em 2014. O jogo com o Corinthians, no dia 3 de abril, pela 14ª rodada do Campeonato Paulista, não deve ocorrer na casa alviverde por causa do show da banda Coldplay. A WTorre, construtora responsável pela arena, garante que correrá contra o tempo para garantir a realização da partida no local.

A possibilidade de perder a arena para o clássico contra o maior rival foi comentada pelo presidente do Palmeiras, Paulo Nobre. “Alguns jogos do Paulista vamos ter de jogar fora porque há shows. Provavelmente, no nosso mando contra o Corinthians, a arena vai estar interditada. É uma infelicidade para o futebol, mas faz parte”, disse o dirigente, em entrevista à rádio Jovem Pan.

Já a WTorre ainda não descarta a utilização do estádio e diz que irá analisar a situação quando estiver mais próximo da data da partida. O Palmeiras ganha 20% do valor do aluguel de shows. Segundo consta em contrato, caso o clube tenha de atuar fora da arena por causa de realização de evento no local, a construtora é obrigada a pagar uma multa no valor de 50% da renda obtida no estádio que o time alviverde decidir jogar.

No ano passado, o Palmeiras fez dois jogos fora de casa, que inicialmente estavam previsto para ocorrer no Allianz Parque, por causa de shows. Nestes duelos, a equipe alviverde perdeu para o Sport por 2 a 0 e venceu o Grêmio por 3 a 2.

Por meio de comunicado, a WTorre, por sua vez, ressaltou que “ainda não descarta o Allianz Parque como palco do primeiro clássico do ano” e disse que “vai avaliar a possibilidade de o Palmeiras receber o Corinthians pelo campeonato Paulista de 2016 em data mais próxima do jogo”.

“A empresa fará todo o possível para que o time não tenha de jogar fora de casa. Não se pode esquecer, porém, que este modelo de negócio deu ao Palmeiras a mais moderna arena multiuso do país sem que o clube tivesse que desembolsar qualquer recurso para isso – vale lembrar também que o clube ganha com a realização de outros eventos. Por outro lado, a realização de shows no Allianz Parque é uma das principais formas que a WTorre tem para recuperar o grande investimento (sem capital público) realizado para transformar o estádio do Palmeiras em uma das arenas multiuso mais modernas do mundo”, destacou a construtora.