Faltam só duas rodadas para o final do Campeonato Brasileiro da Série B. Já tem bastante gente sem motivação, mas há dois grupos em disputas eletrizantes – os que sonham em subir para a primeira divisão e os que lutam para escapar do rebaixamento. Na parte de cima, o Coritiba está perto do acesso e o Paraná Clube segue na disputa. Na parte de baixo, o Londrina vive a pior fase dos últimos anos.

+ Confira a classificação completa da Série B!

A disputa pela Série A tem duas vagas – com 71 pontos, o Bragantino subiu e conquistou o título. O Sport, com 64, depende só da matemática para festejar a volta à elite do futebol brasileiro. Após a vitória sobre o Oeste, o Coritiba seguiu com a terceira posição e passou a ter 81% de chances de acesso, de acordo com o Infobola, do matemático Tristão Garcia. Neste domingo (24), com transmissão da RPC, o Coxa recebe o Bragantino no Couto Pereira.

Fora do G4, o Paraná ocupa a sétima posição, com 54 pontos, e neste momento tem apenas 1% de chance de voltar à primeira divisão. Além de fazer sua parte, ainda precisa contar com tropeços adversários. Nesta terça-feira (19), o Tricolor encara o Criciúma naquela que pode ser a última cartada do ano. Nesta briga, estão também Atlético-GO, além de América-MG e CRB. Já o Operário, apesar da excelente campanha, não tem mais chances de acesso. Nesta terça, o Fantasma enfrenta o Vitória na última partida em casa na Segundona.

Na luta para fugir do rebaixamento, o Londrina ficou na zona de rebaixamento após o empate com o Botafogo-SP. Agora, o Tubarão tem 85,3% de risco de ficar entre os quatro piores da Série B – o cálculo é dos matemáticos da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Nesta quinta (21), o LEC é obrigado a vencer o São Bento em Sorocaba.

Números mágicos

Ainda segundo a UFMG, a pontuação necessária para o acesso aumentou – chegar a 63 ou 64 pontos não permite dizer com precisão se o acesso virá, apesar das chances enormes. Para garantir com 100% de certeza o acesso são necessários 65 pontos.

Na parte de baixo da tabela, com 46 pontos as equipes não correm risco algum de rebaixamento. Mas é possível dizer que com 44 pontos um time escapa da degola. Claro que será possível fugir com menos – a combinação de resultados que salva o Londrina terminaria com o Tubarão tendo 42.