O Santos vai ter de superar enormes dificuldades para não ter interrompida a série de cinco jogos sem perder na fase de classificação do Campeonato Paulista contra o vice-líder Guarani, nesta quarta-feira, às 19h30, no estádio Brinco de Ouro, em Campinas. O principal deles será mostrar que consegue manter-se consistente e forte ofensivamente mesmo desfalcado de suas maiores estrelas: Neymar e Paulo Henrique Ganso, o goleiro Rafael e o lateral-direito uruguaio Fucile.

Outro desafio será quebrar a força do adversário, um time bem estruturado e que tem aproveitamento de 100% em casa, com vitórias contra Oeste, Ituano, Portuguesa, Paulista e XV de Piracicaba. A esperança do técnico Muricy Ramalho é que Alan Kardec, o substituto de Neymar, repita as atuações pelo time reserva do Santos, com a marcação de quatro gols nas três primeiras rodadas da competição, enquanto os titulares estavam em férias, e que Borges desencante. O artilheiro até agora tem apenas um gol, marcado em cobrança de pênalti.

Muricy Ramalho não deu a menor pista sobre a formação do time para enfrentar o perigoso Guarani. Na reapresentação do elenco, na última segunda, e nesta terça, o treinador juntou titulares e reservas em treino de posse de bola em campo reduzido, no CT Rei Pelé. Três substituições podem ser consideradas certas: Alan Kardec no lugar de Neymar, Crystian no de Fucile e Aranha no de Rafael. Como em pouco tempo Juan se transformou em importante arma ofensiva do novo Santos e Crystian marca mal por ser ala, é possível que o técnico abra mão da vaga de Paulo Henrique Ganso no meio de campo para armar o setor defensivo com três zagueiros: Edu Dracena pela direita, Bruno Rodrigo no centro e Durval pela esquerda.

Se com a força máxima o Santos empatou por 1 a 1 com o Oeste e perdeu por 2 a 1 no clássico contra o Palmeiras nos dois primeiros jogos, para depois mostrar toda a sua força com cinco vitórias seguidas, 19 gols marcados e apenas quatro sofridos, seus reservas não fizeram feio enquanto os titulares estavam em férias, ao empatar por 1 a 1 com o XV de Piracicaba, em Piracicaba, e o Paulista, em Jundiaí, e ganhar por 2 a 1 do Ituano, em São Caetano do Sul.

Com a ausência de Paulo Henrique Ganso, Muricy Ramalho tem oportunidade de escalar pela primeira vez juntos Ibson e Elano, mas é provável que prefira escalar três zagueiros, liberando Juan e Crystian para atacar, ou optar por Felipe Anderson no meio, ao lado de Arouca, Henrique e Ibson, e manter a disputa entre Elano e ex-flamenguista pela quarta vaga no meio.