Neymar será avaliado nesta segunda-feira na Granja Comary, em Teresópolis. O jogador sofreu uma “paulistinha” na coxa esquerda ao dividir uma bola com Aránguiz, por volta dos 15 minutos do primeiro tempo, e jogou até fim da partida contra o Chile, no último sábado, pelas oitavas de final da Copa do Mundo, no sacrifício. O médico da seleção brasileira, José Luiz Runco, disse logo após o jogo que o craque não tem lesão grave e garantiu a participação dele no jogo contra a Colômbia, sexta-feira, em Fortaleza.

“Nenhum jogador teve um problema sério na partida. A maioria dos casos é de pancada, cãibra, ninguém preocupa. O melhor remédio agora é folga, descanso, relaxar, esfriar a cabeça. Folga total”, disse Runco neste sábado. “A gente tem de entender que o jogo foi às 13h, horário atípico, portanto suscetível a problemas físicos. Neymar, Fernandinho, David Luiz tiveram problemas no jogo, mas ninguém preocupa.”

Neymar disse que sentiu muita dor durante a partida. “É claro que incomodou, mas deu para suportar. Esse jogo teve de tudo: dor, emoção, sofrimento. Agora vamos esfriar a cabeça, voltar a respirar e pensar no próximo jogo.”

O médico da seleção garante que Neymar e outros jogadores que saíram machucados da partida contra o Chile serão submetidos a tratamento convencional a partir desta segunda-feira na Granja Comary para dar início à recuperação física.

Apenas David Luiz deve receber atenção especial. O zagueiro foi obrigado a tomar uma injeção para suportar as dores de uma contratura nas costas para poder atuar diante dos chilenos. David diz que sentia muitas dores, mas que não deixaria de jogar.