Aliando a prática adquirida em 17 anos como atleta profissional com a teoria obtida em estágios, cursos e um MBA em gestão esportiva e marketing, Roque Júnior diz estar pronto para vencer no Paraná Clube. O pentacampeão mundial foi oficialmente apresentado na manhã de ontem como o diretor-executivo de futebol do Tricolor. “É um novo desafio na minha vida. Sei da tradição desse clube e confio nas pessoas que aqui estão. Vamos fazer um grande trabalho”, afirmou o ex-zagueiro.

A contratação de Roque Júnior foi intermediada pelo empresário Marcos Amaral. ‘Vim aqui numa visita informal. Isso avançou para um convite e gostei do que vi. O Paraná vive um processo de crescimento e tem tudo para continuar evoluindo, visando o acesso à Série A”, comentou o novo administrador do departamento de futebol. Mesmo sendo a primeira oportunidade num clube de maior expressão, Roque Júnior garante que não está “estreando” na função. “Por seis anos, administrei um clube. É claro que em outra proporção, mas a essência é a mesma.”

Roque comandou o Primeira Camisa, clube de São José dos Campos-SP. Inicialmente voltado para garotos da base, o projeto evoluiu e hoje o clube conta com um time profissional, disputando a Série A-2 do Paulistão. “Não chego a essa etapa apenas pelo que fiz dentro de campo. Tive um longo período de preparação, tanto na área técnica quanto na gestão de um clube de futebol”, comentou. O aprendizado técnico foi adquirido ao longo da carreira, trabalhando com treinadores do nível de Luiz Felipe Scolari, Carlo Ancelotti (hoje treinador do Real Madrid) Alberto Zaccheroni (atual técnico do Japão) e Fatih Terim (técnico da Turquia).

Em entrevistas recentes, Roque Júnior chegou a manifestar o desejo de partir para a área técnica. “Na verdade, hoje, está tudo interligado. Para ser um bom gestor, tenho que entender também a parte tática. Tudo serve de aprendizado para você poder contratar bem e discutir a equipe com o treinador. É também uma função do diretor-executivo”, afirmou. A sua simples presença no dia a dia do Paraná irá, na visão dos dirigentes, agregar valores. ‘Vamos trabalhar muito nisso. Antes de contratar, você precisa pensar muito nas questões física e financeira. Dar condições para que os atletas possam realizar o seu melhor”, completou.

O diretor-executivo demonstrou tranquilidade em relação à formação do elenco para 2014. “Sei que o Paraná já possui uma base interessante. Então, vamos buscar reforços pontuais, com muito critério, tentando fazer com que esse processo de crescimento que se viu nos últimos anos não seja interrompido”, frisou. “Vi que o clube possui vários atletas com contratos mais longos. Isso mostra a preocupação com o futuro, e é assim que deve ser. Vamos iniciar a pré-temporada com um grupo já bem definido”, concluiu Roque Júnior.