Ricardo e Pedro Cunha venceram neste domingo a final brasileira da etapa de Praga do Circuito Mundial de vôlei de praia ao derrotarem Alison e Emanuel por 2 sets a 1, com parciais de 21/15, 19/21 e 15/10. Já os atuais campeões olímpicos Rogers e Dalhausser, dos Estados Unidos, ficaram em terceiro lugar e completaram o pódio na República Checa.

Essa foi a segunda etapa conquistada por Ricardo e Pedro Cunha nesta temporada, depois de terem triunfado na Polônia, onde também superaram uma dupla brasileira na final. No caso, Márcio e Pedro Solberg. Com o título na capital checa, ele chegaram aos 2.320 pontos no Circuito Mundial e assumiram a liderança da classificação na temporada, enquanto Márcio e Pedro Solberg agora figuram em segundo lugar, com 2.160, e os norte-americanos Gibb e Rosenthal estão em terceiro, com 2.120.

“Temos um objetivo que é a vaga em Londres e, para isso, temos que manter uma boa regularidade e estar sempre disputando títulos. Estamos enfrentando duas duplas de muita qualidade nessa caminhada olímpica e temos sempre duas competições em cada torneio: uma na etapa e outra contra os rivais brasileiros. Esta semana nos saímos muito bem, tivemos tranquilidade para voltar à chave principal, derrotamos grandes times, e isso é fundamental para que a gente continue firme na luta pela classificação”, enfatizou Pedro Cunha.

Os campeões em Praga ainda comemoraram o fato de que seguem com 100% de aproveitamento em finais do Circuito Mundial. No ano passado, eles também foram campeões da etapa da Holanda e do Grand Slam da Áustria. Eles chegaram a estrear com derrota na República Checa, mas depois venceram sete confrontos seguidos para ficar com o título.

“Começamos mal a competição, perdemos no primeiro jogo e isso nos complicou muito. Não é fácil jogar na repescagem, pela sequência de jogos, pelo desgaste que é ainda maior, mas conseguimos fazer bons jogos, manter o foco e, principalmente, jogar bem. Não fizemos bons torneios na China, por isso era muito importante sairmos daqui de Praga com um bom resultado. E foi maravilhoso. Vencemos duplas fortes, jogando com confiança e mantendo a concentração. E é assim que precisamos jogar sempre”, enfatizou Ricardo.

Já na disputa pelo bronze neste domingo, os norte-americanos Rogers e Dalhausser derrotaram Márcio e Pedro Solberg por 2 sets a 0, com parciais de 21/13 e 21/19. Desta forma, eles evitaram o primeiro pódio 100% brasileiro nesta temporada no Circuito Mundial, que terá a sua próxima etapa entre os dias 6 e 12 de junho, em Moscou, na Rússia, onde acontecerá o terceiro Grand Slam do ano.