enkontra.com
Fechar busca

De Letra

esportes

Renato Gaúcho elogia o Grêmio após goleada: ‘Desta vez vencemos e jogamos bem’

  • Por Estadão Conteúdo

Depois do massacre do Grêmio em cima do Juventude por 6 a 0, neste domingo, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS), o técnico Renato Gaúcho valorizou a atuação do seu time, o respeito pelo adversário e alertou que ainda falta muito para atingir o objetivo principal, que é conquistar o título do Campeonato Gaúcho. Este placar é o maior na história entre os dois clubes.

“Importante não só vencer, como vencer jogando bem. Mas entre ganhar bonito e ganhar eu prefiro ganhar sempre. Hoje (domingo) foi ótimo. Nós fizemos 6 a 0 porque a gente já estava bem e depois que o jogador deles (Genilson) foi expulso a gente dominou mesmo a partida”, resumiu o técnico, fazendo questão de destacar o respeito com o adversário, mesmo nos momentos em que a torcida gritou “olé” nas arquibancadas. “Nosso time procurou sempre valorizar a posse de bola, mas com o objetivo de buscar o gol. Na minha visão, o maior respeito ao adversário é jogando e marcando gols”.

Ele também foi indagado sobre a sensação de virar estátua, uma homenagem da diretoria que será feita nesta segunda-feira na Arena Grêmio, em Porto Alegre. “Não acho que fui o melhor jogador do Grêmio, mas um deles. Estou me sentindo até estranho porque é uma situação que nunca vivi. Mas esta homenagem não é para o Renato e sim para a nossa torcida”, explicou.

Por curiosidade, o meia Luan, com os dois gols marcados neste domingo, chegou à marca de 73 gols e está a apenas um dos 74 marcados por Renato Gaúcho no Grêmio, como o 14.º maior artilheiro do clube. “Eu quero que ele ultrapasse o primeiro porque quantos mais gols ele fizer, mais garante o meu emprego”, brincou.

Sobre o jogo de volta, Renato Gaúcho confirmou que vai manter o rodízio e que vai descansar alguns jogadores. “Mesmo porque o grupo entendeu bem nosso trabalho e quem está entrando tem dado conta do recado. Todos podem jogar e cada um se escala. Isso vai acontecer na hora que precisaremos mesmo definir os 11 melhores. Eu gostaria de escalar 16 jogadores, mas a regra não permite isso”, finalizou.

Fora do estádio houve um conflito entre dois torcedores gremistas que seriam da capital e já seriam rivais de torcidas organizadas. Um deles estava armado e deu tiros, acertando o rosto do outro. O ferido foi encaminhado para o hospital Pompeia pelos policiais que faziam a segurança na avenida São João, que dá acesso ao Alfredo Jaconi.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas