O Queens Park Rangers está garantido na primeira divisão do Campeonato Inglês na próxima temporada, depois de escapar de uma punição de perda de pontos por ter ferido as regras sobre propriedade de jogadores. O caso ameaçou inviabilizar o retorno do QPR à elite da Inglaterra após uma ausência de 15 anos.

O clube faturou o título da segunda divisão no último sábado, antes da Associação de Futebol da Inglaterra (FA, na sigla em inglês) analisar a contratação do meia argentino Alejandro Faurlin em 2009. A comissão reguladora da FA anunciou neste sábado que considerou o clube londrino culpado de duas das sete acusações que enfrentou após ter sido acusado de violar uma proibição de utilizar jogadores que são de empresários.

A FA não anunciou que valor financeiro o QPR foi condenado a pagar ou que punição o clube irá enfrentar. Mas o QPR evitou as mais duras sanções da FA. “Apesar de duas das acusações terem sido provadas, não haverá retirada de pontos do Queens Park Rangers FC nesta temporada ou na próxima”, disse a associação em um comunicado.

“É apenas um alívio saber que somos os campeões”, disse Neil Warnock, técnico do QPR, à BBC. “O advogado disse-me que violamos algumas regras. Ele disse que pensaram que era algo muito técnico e não poderia haver retirada de pontos. Ele pensa que pode haver uma multa pesada para um e uma multa menor para outros”.