O Santos está à procura de um parceiro para acertar o retorno do atacante Robinho. Em depoimento divulgado no site oficial do clube, o presidente Modesto Roma Júnior informou que só será possível repatriar o ídolo de 32 anos se alguém bancar os salários.

“Para termos o Robinho, precisamos de um parceiro. O Santos busca um parceiro. E aí vamos ver se o Robinho aceita ou não aceita a proposta. Primeiro temos que buscar um parceiro, porque senão não tem como o Robinho fazer parte da nossa equipe. O Santos sozinho não tem condições de pagar”, informou o mandatário.

Robinho está sem clube após disputar a última temporada pelo Guangzhou Evergrande, da China. Para repatriá-lo, o Santos tenta repetir o modelo de parceria feita com a Seara em 2010, quando trouxe o jogador por empréstimo junto ao Manchester City.

Caso seja contratado, Robinho irá iniciar a sua quarta passagem pelo Santos. O atacante, de 31 anos, foi revelado pelo clube e faturou os títulos do Campeonato Brasileiro em 2002 e 2004 antes de ir para o Real Madrid em 2005. Em 2010, foi campeão paulista da Copa do Brasil. Já em 2014, ele também levou o título estadual pelo time da Vila Belmiro.

Modesto também falou sobre a situação do meia Lucas Lima, que está na mira de clubes do exterior nesta janela de transferências. “O Lucas Lima já respondeu. Os outros que assistam pela televisão. Ele quer ficar no Santos, tem um bom ambiente aqui e nós esperamos permanecer com ele por um bom tempo”.