enkontra.com
Fechar busca

De Letra

Portuguesa faz ‘final’ contra a já rebaixada Ponte

Para a Ponte Preta, uma partida com cara de amistoso de luxo. Na Portuguesa, o jogo da vida. É com este cenário de contrastes que as equipes fazem o duelo estadual, neste domingo, às 17 horas, que pode garantir a permanência dos paulistanos na elite do Campeonato Brasileiro. O confronto, válido pela 37.ª e penúltima rodada, será realizado no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas.

Com o empate entre Fluminense e Atlético-MG, na noite do último sábado, a Ponte ficou matematicamente rebaixada, pois, com 36 pontos, não pode mais alcançar o atual campeão brasileiro, que chegou aos 43, nestas duas últimas rodadas do Brasileirão. Entretanto, o foco do time campineiro está todo voltado para a decisão da Copa Sul-Americana contra o Lanús, da Argentina, em dois jogos nas próximas duas semanas. “Infelizmente, nem mesmo um possível título apagará nossa decepção por este rebaixamento”, reconheceu o técnico Jorginho.

Enquanto isso, a Portuguesa pode se garantir matematicamente na elite. Com 44 pontos, na 14.ª posição, bastaria vencer o jogo e torcer por tropeços de Coritiba e Vasco. “Para nós, este jogo é uma decisão e temos que tratá-lo como tal”, reafirmou o técnico Guto Ferreira.

Jorginho já confirmou que poupará os jogadores que começaram jogando contra o São Paulo, no empate por 1 a 1, em Mogi Mirim (SP), na última quarta-feira, pelas semifinais da Sul-Americana. O time todo será reserva, mas contará com antigos titulares como o meia Adrianinho e o atacante William, artilheiro com 29 gols no ano e que se recupera fisicamente após sofrer uma lesão muscular. “É nossa obrigação entrar em campo e honrar esta camisa”, garantiu o atacante.

Na Portuguesa, o mistério é total. Guto Ferreira fechou os treinos da semana e não confirmou o time. O certo é que o volante Willian Arão, que levou o terceiro cartão amarelo, e o meia Héverton, expulso, cumprem suspensão. Como só o primeiro era titular, a novidade será o volante Ferdinando. O zagueiro Moisés Moura e o atacante Diogo, lesionados, devem continuar de fora.

Curiosamente, a própria torcida da Ponte Preta já se conformou com o rebaixamento e se concentra no sonho de conquistar o primeiro título de sua história de 113 anos. Por isso, a expectativa é de um público pequeno no Moisés Lucarelli.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas