Maior vencedor da história do Rally Dakar, Stéphane Peterhansel escreveu ainda mais o seu nome na história da competição. Sábado, o francês garantiu o pentacampeonato nos carros e tornou-se também o maior campeão da categoria, ultrapassando o finlandês Ari Vatanen.

Foi o 11.º troféu de Peterhansel na competição. Antes de competir entre os carros, o francês foi hexacampeão nas motos na antiga Paris-Dakar, em 1991, 1992, 1993, 1995, 1997 e 1998. Com isso, o piloto é o maior vencedor em duas categorias da competição, já que antes de 2013 havia garantido o título dos carros em 2004, 2005, 2007 e 2012.Para bater mais um recorde, Peterhansel completou a etapa de sábado, disputada entre as cidades de La Serena e Santiago, na décima colocação, 3min43s atrás do líder Joan “Nani” Roma, que cruzou a linha de chegada em 1h44min10s e garantiu a quarta posição geral entre os 17 pilotos.

Caminhões

Único piloto com chances reais de tirar a liderança de Eduard Nikolaev, o russo Andrey Karginov terminou na oitava colocação da etapa de sábado do Rali Dacar, deixando o título com o compatriota, sétimo colocado na prova decisiva.

Com o resultado, Nikolaev viu a liderança seguir na mão do campeão de 2010, que completou a prova em 2h08min36s e ampliou a sua vantagem na classificação geral em 1min33s, acumulando diferença de 37min57s.

O líder da etapa de sábado, disputada entre as cidades de La Serena e Santiago, no Chile, foi o holandês Peter Versluis, que completou os 128 km cronometrados em 2h02min40s. No geral, porém, o piloto foi apenas o sétimo colocado.

Motos

O francês Cyril Despres conquistou o quinto título da sua carreira no Dakar-2013, neste sábado ao se manter na liderança após a última etapa da prova, disputada entre La Serena e Santiago, capital do Chile.

O vencedor da etapa foi o português Rubem Faria, que encerrou a corrida na vice-liderança, a 10 minutos e 43 segundos de Despres, desbancando o chileno Francisco ‘Chaleco’ Lopez, que ocupava a segunda posição mas levou uma penalidade de 15 minutos por ter trocado de motor na sexta-feira.

Cyril Despres, de 38 anos, chegou ao pentacampeonato após ter vencido as edições de 2005, 2007, 2010 e 2012.

Quadriciclos

Único campeão na disputa dos quadriciclos no Rally Dakar, o argentino Marcos Patronelli confirmou as expectativas e garantiu o bicampeonato da categoria após a terceira colocação da 14ª e última etapa da competição, disputada entre as cidades de La Serena e Santiago, no sábado. Ele já havia vencido o rali em 2010.