Os médicos que cuidam do Rei do Futebol suspenderam temporariamente a hemodiálise à qual Pelé estava sendo submetido nos últimos dias para o tratamento de uma infecção renal. É esta a grande novidade no primeiro boletim médico emitido neste domingo pelo Hospital Albert Einstein, onde o craque está internado desde a última segunda-feira.

De acordo com o boletim, Pelé “apresenta boa evolução clínica e permanece sob cuidados na unidade de terapia intensiva (UTI)”. Ainda de acordo com o documento datado das 10h30 deste domingo, o Rei do Futebol “está lúcido e estável do ponto de vista hermodinâmico e respiratório”.

Sempre chamada pelo hospital de “tratamento de suporte renal”, a hemodiálise foi suspensa até segunda-feira, quando a sua necessidade será reavaliada. No sábado à tarde, os médicos já haviam revelado que, neste domingo, encerrariam utilização de um aparelho para filtrar o sangue de Pelé.

Também no sábado, mas pela manhã, o hospital já havia informado que o astro seguia em “bola evolução” e também que os exames de sangue e urina aos quais ele fora submetido apontaram resultados positivos para a melhora da sua saúde.

Pelé vem melhorando de forma gradativa desde a última sexta-feira, depois de o hospital ter confirmado na quinta que ele enfrentada um quadro de “instabilidade clínica”. O rim do ex-jogador, que teve de tomar remédios mais fortes para tentar combater a bactéria que causou a infecção, começou a falhar devido ao sangue infectado. Ele também precisou tomar medicamentos para controlar a pressão arterial.

A infecção foi identificada em um exame de rotina a qual Pelé foi submetido dias após a retirada de pedras no rim. Na noite da última segunda-feira, ele foi internado sem previsão de alta e passou a ser medicado com antibióticos.

Onze dias antes, Pelé havia retirado cálculos renais. O Rei do Futebol havia sentido dores na região do estômago e chegou a cancelar uma sessão de autógrafos que seria promovida no Museu Pelé, em Santos, no último dia 12. De ambulância, o ex-jogador foi a São Paulo, deu entrada no hospital e teve o problema identificado.