enkontra.com
Fechar busca

Paraná Clube

Paraná Clube

Paraná Clube

Caras novas!

Paraná Clube aposta alto em reforços pra 2019

Depois da vexatória temporada de 2018, Paraná já apresentou cinco atletas e espera mais oito

  • Por Guilherme Moreira
Foto: Rodrigo Sanches/Paraná Clube.
Foto: Rodrigo Sanches/Paraná Clube.

Diferente do ano passado, quando contratou jogadores que eram pouco utilizados nas suas equipes, o perfil dos reforços do Paraná Clube em 2019 são de jogadores ativos na temporada anterior. O clube apresentou cinco atletas, mas tem outros oito que serão anunciados nos próximos dias.

+ Leia mais: Paraná confirma Jenison pro ataque

Até o momento, o Tricolor confirmou o lateral-direito Éder Sciola, o zagueiro Eduardo Bauermann, o volante Alejandro Márquez, o meio-campo Higor Leite e o atacante Jenison. Os cinco eram titulares de seus times – Bauermann chegou a variar entre titularidade e banco de reservas, mas terminou a temporada como titular do Figueirense.

+ Também na Tribuna: Dagoberto perto de acertar com o Tricolor

Além das cinco contratações, o Paraná anunciará mais oito jogadores na sequência: os laterais lateral Sueliton e Guilherme Santos, os zagueiros Matheus Lopes, Fernando Timbó e Rodolfo, e os meio-campista Itaqui, Kadu e Fernando Neto. Na mira da cúpula paranista, ainda estão o goleiro Filipe (Santos), o volante Jeferson (Inter), os atacantes Cléo (Qingdao Huanghai-CHI) e Judivan (Cruzeiro), fora o monitoramento da situação de Dagoberto (Londrina).

+ Veja ainda: Destaque se despede do Paraná para fechar com o Botafogo

Desses, apenas Rodolfo não jogou tanto, com 25 jogos e sem atuar desde agosto, Fernando Timbó, que fez 20 partidas, mas terminou como titular do Paysandu, e Matheus Lopes, que era banco do CSA, mas teve uma quantia razoável de participação durante o ano.

+ Confira: Éder Sciola é anunciado oficialmente

O jogador com mais partidas é Higor Leite, que atou 34 vezes pelo ABC e em mais 18 oportunidades pelo Londrina, totalizando 52. Éder Sciola, que veio do Brasil-RS, vem logo atrás com 48 confrontos. O chileno Alejandro Márquez, com 47 duelos, completa o trio que mais esteve em campo em 2018.

“Nossa intenção é um elenco mesclado. Atletas experientes com atletas jovens buscando seu espaço, mas que tenham uma qualidade técnica já comprovada por onde tenham passado. Temos um cuidado grande para buscar esse perfil, que venha motivado para isso. Precisamos colocar esse foco em todos que trabalham no clube, o torcedor compre a ideia e a gente faça um ano bem intenso”, avaliou André Mazzuco, executivo de futebol do Tricolor.

+ Leia mais: Paraná alinhava a contração de zagueiro do Joinville

Para 2019, a diretoria trata internamente que pretende fazer uma participação tranquila na Série B, sem a obrigação de acesso apesar de ter vindo da elite do futebol brasileiro. O técnico Dado Cavalcanti, entretanto, usa um discurso diferente e visa sonhos maiores.

“É um time novo que, por força do ano anterior, foi necessária uma grande reformulação. São jogadores jovens, mas com a experiência de colegas que estão vindo para compor o elenco. O objetivo principal é fazer o Paraná protagonista no ano”, finalizou.

Em 2018

Nesse período, até o fim do janeiro do ano passado, a direção tinha contratado 17 atletas e apenas três deles eram aproveitados constantemente em seus respectivos times: o goleiro Luis Carlos e os atacantes João Paulo e Zé Carlos. Os outros 14 eram reservas ou raramente ficavam entre os relacionados.

Com as questões físicas e técnicas fora do habitual, somando a curta pré-temporada, o Paraná teve um início de 2018 muito abaixo, ficando na lanterna de seu grupo no Paranaense na Taça Dionísio Filho, com cinco pontos em cinco partidas, e caindo já na segunda fase da Copa do Brasil, diante do Sampaio Corrêa, após se classificar na fase inicial nos acréscimos, contra o URT.

+ Vai e vem: Confira TODAS as notícias sobre o mercado da bola!

Depois até liderou o grupo da Taça Caio Júnior, mas caiu na semifinal para o Londrina, nas penalidades.
Na Série A, mais uma leva de contratações chegou antes e durante a competição, mas ninguém resolveu. Com uma campanha pífia, o Tricolor terminou o Campeonato Brasileiro na última colocação e foi rebaixado com seis rodadas de antecedência.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

 

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

3 Comentários em "Paraná Clube aposta alto em reforços pra 2019"


MARCELO
MARCELO
5 meses 10 dias atrás

Bons nomes

Lincoln Shei
Lincoln Shei
5 meses 10 dias atrás

Só tiriça!!! Chama o Ronaldinho Gaúcho!!! hahahaha!!!!!

Cláudio
Cláudio
5 meses 10 dias atrás

São muitos.
Mas acredito que este ano não está se usando como critério o “faro de empresário” que nem sempre da certo.
Temos indicações de Lucio Flávio e Marcão , paranistas de verdade.
Estaremos juntos em 2019.
Aliás, só não estaremos juntos quando eu não estiver mais aqui.

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas