O zagueiro Fabrício, 29 anos, já era para ser anunciado como novo reforço do Paraná Clube há tempos. Na Vila Capanema desde agosto, o defensor, que já passou pelo Tricolor em 2008, ainda não foi confirmado por conta de um imbróglio envolvendo o Veracruz, do México, seu ex-clube.

Em entrevista à Rádio Banda B, nesta quinta-feira (3), o diretor de futebol do Tricolor, Alex Brasil, falou sobre a negociação travada. “A Federação Mexicana ainda não se manifestou. O futebol de lá é muito rico e existe ainda a máfia mexicana, todos nós sabemos. Eles vão enrolar até a última instância”, disse o dirigente.

+ Leia mais: Athletico abre temporada de 2020 do futebol brasileiro; veja o calendário!

O defensor tinha um contrato de dois anos com o Veracruz, mas deixou a equipe após seis meses. O jogador alegou atrasos de salários para sair do México. Enquanto Fabrício não é liberado para atuar, ele segue treinando com o elenco principal no CT Ninho da Gralha e no Durival Britto.

Após a sua confirmação, o defensor disputará posição com Rodolfo, Leandro Almeida, Eduardo Bauermann, Fernando Timbó e Matheus Lopes. Fabrício foi revelado pelo Flamengo, já vestiu a camisa do TSG Hoffenheim, da Alemanha, passou por outros clubes brasileiros, como Palmeiras, Cruzeiro, Athletico, Vasco, Vitória, Fluminense, Bragantino e Guarani, além de acumular passagens pelo futebol sérvio, tailandês, romeno, do Chipre e do Cazaquistão.

Leia mais:

+ Quem vence o Paratiba das finanças?
+ Paratiba terá duelo entre goleiros em fases diferentes
+ Clássico coloca frente a frente artilheiros Rodrigão e Jenison