O Paraná Clube completou a sétima rodada seguida no G4. Motivo de satisfação e alívio para jogadores e integrantes da comissão técnica. Com um futebol solidário, o Tricolor deixa individualidades de lado e faz do conjunto a principal arma para seguir na luta pelo tão sonhado acesso à Primeira Divisão do futebol nacional.

Um espírito de luta encarnado pela própria torcida, que tem sido fiel aliado nesta campanha. Nada menos do que 65% dos atuais 20 pontos foram conquistados na Vila Capanema.

“Estamos transformando nosso estádio em um alçapão. Isso faz a diferença numa competição tão equilibrada”, lembrou o capitão Cris, que na última sexta-feira teve que se juntar aos torcedores.

Suspenso, acompanhou das sociais a vitória suada (2 x 1) sobre o Vila Nova-GO, que recolocou o Tricolor na área de acesso à Série A. “O torcedor quer um time guerreiro e é isso que estamos procurando dar a eles”, lembrou.

Líder nato, o jogador lembra ainda do primeiro jogo em casa, frente à Lusa (empate por 1 x 1), quando foram surpreendidos com uma faixa que traduzia a revolta do torcedor com o recente rebaixamento no Estadual.

“Sabíamos que haveria essa herança, por mais que um novo grupo tenha sido formado”, comentou Cris. “Naquele momento, reuni os atletas e falei que aquela faixa seria retirada, pois a torcida voltaria a ter orgulho do seu time. É o que estamos procurando fazer a cada jogo”, assegurou.

Com a chegada de Roberto Fonseca, a equipe adquiriu um padrão tático e foi colecionando vitórias no seu estádio. Independentemente de desfalques, o Paraná marcou gols em todos os jogos disputados no Durival Britto e o resultado disso são quatro vitórias seguidas, sobre Salgueiro-PE, Icasa-CE, Duque de Caxias-RJ e Vila Nova-GO.

Com maior ou menor dose de emoção – e de dificuldade -, o Tricolor vai fazendo a sua parte e construindo uma base sólida para tentar, na reta final, uma arrancada rumo ao acesso ou até mesmo o título.

A média de público, hoje, é de 5.056 pagantes por jogo. “Só temos que agradecer a força que nossa torcida está dando. Eles têm sido decisivos para essa boa campanha”, lembrou o goleiro Zé Carlos. “Sentimos essa empatia. Eles estão com a gente”, completou.